Conhecimento Virtual

Projeto Conhecimento Virtual Profa. Hélia Cannizzaro
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 QUAL O GABARITO(I)?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
cannizzaro 134



Mensagens : 11
Data de inscrição : 23/10/2013

MensagemAssunto: QUAL O GABARITO(I)?   Qui Out 24, 2013 2:57 am

QUAL O GABARITO?
NESTE SEMESTRE 2013.2 ESTARÁ INCLUSO NO CV contribuindo na média final (CONHECIMENTO VIRTUAL DISPONÍVEL NO FORUM). São questões com única resposta, merece pesquisa, investigação e estudo, os comentários podem ser estendidos para temas relacionados, é uma busca precoce para pensar MEDICINA e saber mais agora e no futuro, e os resultados já obtidos são excelentes.
1. Qual o local mais comum de embolia arterial aguda?
A. Ilíaca
B. Femoropoplítea
C. Rins
D. Artérias cerebrais

2. Qual o principal fator de risco para a trombose venosa profunda do membro inferior?
A. Imobilização
B. Câncer
C. Cirurgia
D. Ingesta de estrogênio

3. Qual das drogas antituberculosas pode inibir o efeito do contraceptivo oral?
A. Pirazinamida
B. Rifampicina
C. Etambutol
D. Isoniazida

4. Paciente portador de asma brônquica e pólipo nasal. Qual das situações abaixo é sabidamente de risco para este paciente em particular desencadear crise asmática?
A. Exercício físico
B. Uso de tabaco
C. Tensão emocional
D. Uso de aspirina


5. Qual a localização extra-intestinal mais comum da Entamoeba histolyica?
A. Cérebro
B. Pulmão
C. Vesícula biliar
D. Hepática

6. Qual exame é específico para o diagnóstico da mononucleose infecciosa?
A. Monotest
B. Reação de Paul Bunnel Davidsohn
C. Machado Guerreiro
D. Sabin Feldman

7. Cancro mole é uma doença sexualmente transmissível que tem como agente etiológico (etiologia = origem):
A. Treponema pallidum
B. Chlamydia trachomatis
C. Haemophilus ducrey
D. Bacteroides fragilis

8. Qual a droga de primeira escolha na terapêutica (=tratamento) da sífilis primária?
A. Penicilina G procaína
B. Penicilina G cristalina
C. Penicilina G benzatina
D. Ceftriaxona

9. Qual o mais frequente patógeno em tecido isquêmico (pouco sangue)?
A. Escherichia coli
B. Bacteroides
C. Clostridium
D. Staphylococcus aureus

10. Qual a mais comum causa de choque pós-operatório?
A. IAM = INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO
B. HEMORRAGIA
C. TROMBOEMBOLIA PULMONAR
D. SEPTICEMIA

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Domingos Lins jr



Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sex Out 25, 2013 3:03 am

1-resposta-B
comentário: a embolia arterial aguda é uma doença causada pelo bloqueio a passagem de sangue. essas embolias são, normalmente, geradas no coração e de lá seguem para diversas regiões do corpo, sendo os membros inferiores (particularmente entre a aorta terminal e a fossa poplítea) seu destino mais comum.
3-resposta-B
5-resposta-D
comentário:em casos de infecção crônica, esse protozoário pode (pela corrente sanguínea) chegar a diversas partes do corpo, principalmente ao fígado (onde pode gerar a necrose amebiana do fígado).
6-resposta-A
comentário:indicado como teste inicial o monotest é feito pela aglutinação rápida para pesquisa de anticorpos heterófilos do tipo IgM, produzidos em resposta ao vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose infecciosa).
7-resposta-C
8-resposta-C
9-resposta-C
comentário: as bactérias do gênero clostridium são, de maneira geral, anaeróbicas e, por isso, adaptariam-se muito bem a um tecido isquêmico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
cannizzaro 134



Mensagens : 11
Data de inscrição : 23/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sex Out 25, 2013 2:24 pm

Domingos Lins Jr
O GABARITO da primeira questão está correto. Em seguida, falarei das outras.
Considerando que um êmbolo obstrui na cavidade oca vascular, entre as túnicas íntimas dos vasos, o fluxo sanguíneo - qual a diferença constitucional entre um êmbolo e um trombo?
Hélia Cannizzaro

Domingos Lins jr escreveu:
1-resposta-B
comentário: a embolia arterial aguda é uma doença causada pelo bloqueio a passagem de sangue. essas embolias são, normalmente, geradas no coração e de lá seguem para diversas regiões do corpo, sendo os membros inferiores (particularmente entre a aorta terminal e a fossa poplítea) seu destino mais comum.
3-resposta-B
5-resposta-D
comentário:em casos de infecção crônica, esse protozoário pode (pela corrente sanguínea) chegar a diversas partes do corpo, principalmente ao fígado (onde pode gerar a necrose amebiana do fígado).
6-resposta-A
comentário:indicado como teste inicial o monotest é feito pela aglutinação rápida para pesquisa de anticorpos heterófilos do tipo IgM, produzidos em resposta ao vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose infecciosa).
7-resposta-C
8-resposta-C
9-resposta-C
comentário: as bactérias do gênero clostridium são, de maneira geral, anaeróbicas e, por isso, adaptariam-se muito bem a um tecido isquêmico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
cannizzaro 134



Mensagens : 11
Data de inscrição : 23/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sex Out 25, 2013 2:34 pm

Domingos Lins Jr
Correto.
Todas essas medicações são utilizadas para tratamento da Tuberculose?
Como evitar a gravidez de uma paciente que faz uso de rifampicina?
A rifampicina é a droga genérica da rifocina antibacteriana de uso tópico?
A Tuberculose é transmitida para o feto?
Hélia Cannizzaro

Domingos Lins jr escreveu:
1-resposta-B
comentário: a embolia arterial aguda é uma doença causada pelo bloqueio a passagem de sangue. essas embolias são, normalmente, geradas no coração e de lá seguem para diversas regiões do corpo, sendo os membros inferiores (particularmente entre a aorta terminal e a fossa poplítea) seu destino mais comum.
3-resposta-B
5-resposta-D
comentário:em casos de infecção crônica, esse protozoário pode (pela corrente sanguínea) chegar a diversas partes do corpo, principalmente ao fígado (onde pode gerar a necrose amebiana do fígado).
6-resposta-A
comentário:indicado como teste inicial o monotest é feito pela aglutinação rápida para pesquisa de anticorpos heterófilos do tipo IgM, produzidos em resposta ao vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose infecciosa).
7-resposta-C
8-resposta-C
9-resposta-C
comentário: as bactérias do gênero clostridium são, de maneira geral, anaeróbicas e, por isso, adaptariam-se muito bem a um tecido isquêmico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
cannizzaro 134



Mensagens : 11
Data de inscrição : 23/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sex Out 25, 2013 3:10 pm

Domingos Lins Jr
Atenção ao parasitológico de fezes. E. Histolytica que é a ameba e Giardia lamblia são facilmente tratadas com metronidazol (flagyl) que trata também muitas infecções do trato genital feminino (tópico vagina ou VO). O risco de cronicidade aumenta a ineficácia terapêutica.
O helminto Ascaris lumbicóides também leva comprometimento hepático e exige mebendazol.
Com o helminto Schistosoma mansoni o tema é controverso. A morte das larvas no espaço porta agrava o fluxo para as VCLs e consequente cavas e AD.
Hélia Cannizzaro


Domingos Lins jr escreveu:
1-resposta-B
comentário: a embolia arterial aguda é uma doença causada pelo bloqueio a passagem de sangue. essas embolias são, normalmente, geradas no coração e de lá seguem para diversas regiões do corpo, sendo os membros inferiores (particularmente entre a aorta terminal e a fossa poplítea) seu destino mais comum.
3-resposta-B
5-resposta-D
comentário:em casos de infecção crônica, esse protozoário pode (pela corrente sanguínea) chegar a diversas partes do corpo, principalmente ao fígado (onde pode gerar a necrose amebiana do fígado).
6-resposta-A
comentário:indicado como teste inicial o monotest é feito pela aglutinação rápida para pesquisa de anticorpos heterófilos do tipo IgM, produzidos em resposta ao vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose infecciosa).
7-resposta-C
8-resposta-C
9-resposta-C
comentário: as bactérias do gênero clostridium são, de maneira geral, anaeróbicas e, por isso, adaptariam-se muito bem a um tecido isquêmico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
cannizzaro 134



Mensagens : 11
Data de inscrição : 23/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sex Out 25, 2013 3:30 pm

Domingos Lins jr
O mais sensível e específico: PAUL BUNNEL
Você está em seu consultório onde o paciente voltou com este exame. No geral há uma semana, ele apresentava coriza, tosse produtiva (catarro amarelo), dores generalizadas no corpo em especial nas panturrilhas (batata das pernas). No seu exame físico, você observou paciente febril e linfonodos palpáveis na região cervical. Isso há uma semana, com hemograma sem leucocitose (não era bacteriano) e com presença de linfócitos atípicos. Você fez vitamina C 2g/dia, anti-inflamatório e relaxante muscular.
Hoje ele trouxe o PAUL BUNNEL relatando discreta melhora.
Este deu positivo para IgG e negativo para IgM:
1. Ele não tem atualmente mononucleose, mas teve;
2. Ele está com mononucleose;
3. Ele nunca teve mononucleose;
4. Ele tem outra patologia.
Hélia Cannizzaro


Domingos Lins jr escreveu:
1-resposta-B
comentário: a embolia arterial aguda é uma doença causada pelo bloqueio a passagem de sangue. essas embolias são, normalmente, geradas no coração e de lá seguem para diversas regiões do corpo, sendo os membros inferiores (particularmente entre a aorta terminal e a fossa poplítea) seu destino mais comum.
3-resposta-B
5-resposta-D
comentário:em casos de infecção crônica, esse protozoário pode (pela corrente sanguínea) chegar a diversas partes do corpo, principalmente ao fígado (onde pode gerar a necrose amebiana do fígado).
6-resposta-A
comentário:indicado como teste inicial o monotest é feito pela aglutinação rápida para pesquisa de anticorpos heterófilos do tipo IgM, produzidos em resposta ao vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose infecciosa).
7-resposta-C
8-resposta-C
9-resposta-C
comentário: as bactérias do gênero clostridium são, de maneira geral, anaeróbicas e, por isso, adaptariam-se muito bem a um tecido isquêmico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
cannizzaro 134



Mensagens : 11
Data de inscrição : 23/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sex Out 25, 2013 3:38 pm

Domingos Lins jr
Quais doenças levam os outros agentes etiológicos?
A sífilis tem cancro duro. Porque estas terminologias: cancro mole ou cancro duro?
É pela palpação no exame físico? E onde palpar?
Ou nada tem haver com exame físico (inspeção, palpação, percussão e ausculta)?
Héia Cannizzaro


Domingos Lins jr escreveu:
1-resposta-B
comentário: a embolia arterial aguda é uma doença causada pelo bloqueio a passagem de sangue. essas embolias são, normalmente, geradas no coração e de lá seguem para diversas regiões do corpo, sendo os membros inferiores (particularmente entre a aorta terminal e a fossa poplítea) seu destino mais comum.
3-resposta-B
5-resposta-D
comentário:em casos de infecção crônica, esse protozoário pode (pela corrente sanguínea) chegar a diversas partes do corpo, principalmente ao fígado (onde pode gerar a necrose amebiana do fígado).
6-resposta-A
comentário:indicado como teste inicial o monotest é feito pela aglutinação rápida para pesquisa de anticorpos heterófilos do tipo IgM, produzidos em resposta ao vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose infecciosa).
7-resposta-C
8-resposta-C
9-resposta-C
comentário: as bactérias do gênero clostridium são, de maneira geral, anaeróbicas e, por isso, adaptariam-se muito bem a um tecido isquêmico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
cannizzaro 134



Mensagens : 11
Data de inscrição : 23/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sex Out 25, 2013 3:43 pm

Domingos Lins jr
O benzetacil também é medicação de escolha para a febre reumática e GNDA (glomerulonefrite difusa aguda) causada por uma bactéria Gram positiva Estreptococo beta hemolítico do grupo A de Lancenfield.
Hélia Cannizzaro


Domingos Lins jr escreveu:
1-resposta-B
comentário: a embolia arterial aguda é uma doença causada pelo bloqueio a passagem de sangue. essas embolias são, normalmente, geradas no coração e de lá seguem para diversas regiões do corpo, sendo os membros inferiores (particularmente entre a aorta terminal e a fossa poplítea) seu destino mais comum.
3-resposta-B
5-resposta-D
comentário:em casos de infecção crônica, esse protozoário pode (pela corrente sanguínea) chegar a diversas partes do corpo, principalmente ao fígado (onde pode gerar a necrose amebiana do fígado).
6-resposta-A
comentário:indicado como teste inicial o monotest é feito pela aglutinação rápida para pesquisa de anticorpos heterófilos do tipo IgM, produzidos em resposta ao vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose infecciosa).
7-resposta-C
8-resposta-C
9-resposta-C
comentário: as bactérias do gênero clostridium são, de maneira geral, anaeróbicas e, por isso, adaptariam-se muito bem a um tecido isquêmico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
cannizzaro 134



Mensagens : 11
Data de inscrição : 23/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sex Out 25, 2013 3:46 pm

9. Correto. Clostridium. De difícil resposta terapêutica.
Hélia Cannizzaro


Domingos Lins jr escreveu:
1-resposta-B
comentário: a embolia arterial aguda é uma doença causada pelo bloqueio a passagem de sangue. essas embolias são, normalmente, geradas no coração e de lá seguem para diversas regiões do corpo, sendo os membros inferiores (particularmente entre a aorta terminal e a fossa poplítea) seu destino mais comum.
3-resposta-B
5-resposta-D
comentário:em casos de infecção crônica, esse protozoário pode (pela corrente sanguínea) chegar a diversas partes do corpo, principalmente ao fígado (onde pode gerar a necrose amebiana do fígado).
6-resposta-A
comentário:indicado como teste inicial o monotest é feito pela aglutinação rápida para pesquisa de anticorpos heterófilos do tipo IgM, produzidos em resposta ao vírus Epstein-Barr (causador da mononucleose infecciosa).
7-resposta-C
8-resposta-C
9-resposta-C
comentário: as bactérias do gênero clostridium são, de maneira geral, anaeróbicas e, por isso, adaptariam-se muito bem a um tecido isquêmico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ricardo Aquino Silveira



Mensagens : 5
Data de inscrição : 25/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Seg Out 28, 2013 1:50 pm

10 -D

Devido à exposição do paciente a agentes infecciosos durante e após a cirurgia ( curativos, utilização de sondas e outros procedimentos invasivos ) e ao difícil controle desses patógenos no ambiente hospitalar, acredito ser septicemia a causa mais comum de choque pós operatório.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ricardo Aquino Silveira



Mensagens : 5
Data de inscrição : 25/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Seg Out 28, 2013 2:06 pm

2-A

A imobilidade no leito e as varizes são fatores de risco dos mais importantes para a TVP. Câncer, ingesta de estrogênio, obesidade também estão associados a este quadro. A TVP é considerada uma doença multifatorial: idade, sexo e hábitos de vida estão relacionados ao aumento/diminuição de risco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ricardo Aquino Silveira



Mensagens : 5
Data de inscrição : 25/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Seg Out 28, 2013 2:12 pm

2-A

A imobilidade no leito e as varizes são fatores de risco dos mais importantes para a TVP. Câncer, ingesta de estrogênio, obesidade também estão associados a este quadro. A TVP é considerada uma doença multifatorial: idade, sexo e hábitos de vida estão relacionados ao aumento/diminuição de risco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Seg Out 28, 2013 5:54 pm

Ricardo Aquino Silveira
Todos podem ocorrer. IAM, HEMORRAGIA, TROMBOEMBOLISMO E SEPTICEMIA.
Mas, O MAIS COMUM, é mesmo Hemorragia. Por discrasias ou hemostasias cirúrgicas inadequadas.
A septicemia é infeção generalizada grave e seria fatal nos hospitais se fosse a causa mais frequente.
A maioria entraria em óbito.
Existe sim infeção e às vezes por patógenos altamente resistente à antibioticoterapia convencional.
Hélia Cannizzaro


Ricardo Aquino Silveira escreveu:
10 -D

Devido à exposição do paciente  a agentes infecciosos durante e após a cirurgia ( curativos, utilização de sondas e outros procedimentos invasivos )  e ao difícil controle desses patógenos no ambiente hospitalar, acredito ser septicemia a causa mais comum de choque pós operatório.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Seg Out 28, 2013 5:57 pm

Ricardo Aquino Silveira
Correto.


Ricardo Aquino Silveira escreveu:
2-A

A imobilidade no leito e as varizes são fatores de risco dos mais importantes para a TVP. Câncer, ingesta de estrogênio, obesidade também estão associados a este quadro. A TVP é considerada uma doença multifatorial: idade, sexo e hábitos de vida estão relacionados ao aumento/diminuição de risco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Domingos Lins jr



Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sab Nov 02, 2013 8:39 pm

respondendo algumas das perguntas trazidas nos comentários:
-qual a diferença constitucional entre um êmbolo e um trombo?
Um trombo é uma coagulação sanguínea formada pela agregação plaquetária. Um êmbolo, por sua vez,  é um fragmento de trombo que migra pela corrente sanguínea após se destacar
-Todas essas medicações são utilizadas para tratamento da Tuberculose?
Todas as medicações da 3ª questão podem ser usadas no tratamento da tuberculose;
-Como evitar a gravidez de uma paciente que faz uso de rifampicina?
o método mais eficaz para evitar uma gravidez indesejada de uma paciente que está fazendo uso de rifampicina é, excetuando evitar manter relações sexuais, fazer uso de metodos contraceptivos de barreira (já que os metodos químicos ficam prejudicados pela indução do do sistema microssomal hepático, qua acaba intensificando o metabolismo dos CO.)
-A rifampicina é a droga genérica da rifocina antibacteriana de uso tópico?
A medicação genérica da rifocina é a rifamicina e não a rifamPcina;
-A Tuberculose é transmitida para o feto?
Sim, a tuberculose pode ser transmitida da mãe para o feto
-Quais doenças levam os outros agentes etiológicos?
- Treponema pallidum-> Sífilis;
- Chlamydia trachomatis-> clamidíase;
- Bacteroides fragilis-> abscessos abdominais e infecções extra-intestinais.
-A sífilis tem cancro duro. Porque estas terminologias: cancro mole ou cancro duro?É pela palpação no exame físico? E onde palpar?Ou nada tem haver com exame físico (inspeção, palpação, percussão e ausculta)?
Apesar da palavra cancro poder ser considerada um sinônimo para câncer, os cancros duro e mole são apenas doenças infecciosas. As feridas são das duas doenças podem ser identificadas pela sua diferença de consistência da base, a do cancro duro é limpa, firme e indolor enquanto a do cancro mole é uma úlcera dolorosa e que sangra com facilidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Domingos Lins jr



Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sab Nov 02, 2013 8:56 pm

Quanto ao caso do paciente com suspeita de MI (mononucleose infeciosa) o resultado do exame demonstra que, no momento, ele não possui MI (já que teve IgM negativo), mas - em algum momento da vida - já teve (já que o IgM permanece positivo por toda a vida após a infecção).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sab Nov 02, 2013 10:11 pm

Domingos Lins
Fundamental, no final, sua observação sobre cancro em doenças venéreas.
Um exame físico competente é mesmo capaz de fazer um DD seguro pela consistência,
duas patologias de etiologias diferentes (H. ducrey e T. pallidum) e tratamentos distintos.
Inclusive, a sífilis é uma patologia mais grave que pode evoluir para sífilis terciária com
comprometimento grave do SNC.
Interessante, sua disposição em pesquisar.
Hélia Cannizzaro

Domingos Lins jr escreveu:
respondendo algumas das perguntas trazidas nos comentários:
-qual a diferença constitucional entre um êmbolo e um trombo?
Um trombo é uma coagulação sanguínea formada pela agregação plaquetária. Um êmbolo, por sua vez,  é um fragmento de trombo que migra pela corrente sanguínea após se destacar
-Todas essas medicações são utilizadas para tratamento da Tuberculose?
Todas as medicações da 3ª questão podem ser usadas no tratamento da tuberculose;
-Como evitar a gravidez de uma paciente que faz uso de rifampicina?
o método mais eficaz para evitar uma gravidez indesejada de uma paciente que está fazendo uso de rifampicina é, excetuando evitar manter relações sexuais, fazer uso de metodos contraceptivos de barreira (já que os metodos químicos ficam prejudicados pela indução do do sistema microssomal hepático, qua acaba intensificando o metabolismo dos CO.)
-A rifampicina é a droga genérica da rifocina antibacteriana de uso tópico?
A medicação genérica da rifocina é a rifamicina e não a rifamPcina;
-A Tuberculose é transmitida para o feto?
Sim, a tuberculose pode ser transmitida da mãe para o feto
-Quais doenças levam os outros agentes etiológicos?
- Treponema pallidum-> Sífilis;
- Chlamydia trachomatis-> clamidíase;
- Bacteroides fragilis-> abscessos abdominais e infecções extra-intestinais.
-A sífilis tem cancro duro. Porque estas terminologias: cancro mole ou cancro duro?É pela palpação no exame físico? E onde palpar?Ou nada tem haver com exame físico (inspeção, palpação, percussão e ausculta)?
Apesar da palavra cancro poder ser considerada um sinônimo para câncer, os cancros duro e mole são apenas doenças infecciosas. As feridas são das duas doenças podem ser identificadas pela sua diferença de consistência da base, a do cancro duro é limpa, firme e indolor enquanto a do cancro mole é uma úlcera dolorosa e que sangra com facilidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Renato Pomilio

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 25/10/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Qui Nov 14, 2013 12:06 am

4. --> D

Todos esses fatores listados são potenciais desencadeadores de crises asmáticas. A fumaça do cigarro é um vilão notável que aumenta a inflamação dos brônquios e bronquíolos por conta de vários agentes tóxicos na sua composição, ocluindo ainda mais as vias respiratórias e dificultando o fluxo aéreo. O tabagismo em si não aumenta, porém, a inflamação brônquica de maneira isolada e assintomática, mas agrava uma série de sintomas da asma. Fortes estresses emocionais também podem desencadear uma crise, uma vez que são capazes de alterar o balanço hormonal corpóreo e, em geral, aumentam a resposta humoral inflamatória, obstruindo as vias respiratórias. Não somente por isso, mas, dependendo do tipo de emoção experimentada pelo paciente, pode haver uma reposta vagal para gerar uma constrição brônquica e isso então leva à crise. O exercício físico difere um pouco, pois pode sim gerar uma crise asmática, mas, diferentemente dos dois fatores acima, não o faz pelo aumento da inflamação. Alguns tipos de exercícios podem dificultar a passagem do ar por aumentar a demanda e, ao mesmo tempo, a resistência ao fluxo aéreo. Isto é, em brônquios já ocluídos começa a haver uma demanda aumentada de ventilação, mas simultaneamente o ar seco torna tudo mais difícil. A natação, por outro lado, pode ser uma aliada enquanto esporte aquático e ajuda a regular o ritmo respiratório, aumenta o volume pulmonar a longo prazo e garante um ar úmido e fresco durante a prática.

Contudo, creio que a resposta desejada aqui seja a letra D, "Uso de aspirina". Alguns asmáticos apresentam uma certa idiossincrasia à aspirina, um anti-inflamatório não-hormonal. Eles possuem o quadro clínico que se convencionou chamar de Asma Induzida por Aspirina (AIA). Não somente a sensibilidade à aspirina e a asma, mas também a rinosinusite é um sintoma bastante comum da AIA, formando o que se chama de Tríade da Aspirina. A rinosinute aqui mencionada é geralmente acompanhada pela presença de pólipos nasais, que são protuberâncias nas vias respiratórias, mais especificamente nas cavidade nasais. Sempre que em contato com a aspirina, a maioria dos portadores da AIA desencadeiam uma resposta inflamatória aumentada e, consequentemente, uma crise respiratória.

Fontes:
http://www.asmabronquica.com.br/medical/tipos_de_asma_asma_aspirina.html
http://www.chegadeasma.com.br/o-que-desencadeia-as-crises-de-asma-os-viloes/
http://globotv.globo.com/rede-globo/bem-estar/v/saiba-o-que-pode-desencadear-uma-crise-de-asma/2037424/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   Sex Nov 15, 2013 3:42 pm

Renato Pomilio
Correto.
Lembrando, também, que hoje se imputa mais ao bronquíolo do que ao brônquio o locus da patologia asma brônquica.
Vimos, em sala de aula, que os bronquíolos não possuem glândulas mucosas mergulhadas no TCF, abaixo do epitélio, não possuem nódulos linfáticos, e não possuem cartilagem hialina - como os brônquios possuem. Mas, os bronquíolos possuem certamente uma musculatura lisa muito mais desenvolvida do que os brônquios. Assim a ação vagal, como você muito bem colocou, ocorre de forma mais veemente na musculatura lisa dos bronquíolos. Não é à toa, que nas tentativas terapêuticas da asma brônquica mais resistente, que não obedece ao uso, por exemplo, de aminofilina, utiliza-se adrenalina sub-cutânea - sabidamente vasodilatadora para o sistema respiratório e vasoconstrictora para o coração. Cautela com adrenalina e suas consequências nefastas cardíaca.
Gostei de lê-lo.
Hélia Cannizzaro
Renato Pomilio escreveu:
4. --> D

Todos esses fatores listados são potenciais desencadeadores de crises asmáticas. A fumaça do cigarro é um vilão notável que aumenta a inflamação dos brônquios e bronquíolos por conta de vários agentes tóxicos na sua composição, ocluindo ainda mais as vias respiratórias e dificultando o fluxo aéreo. O tabagismo em si não aumenta, porém, a inflamação brônquica de maneira isolada e assintomática, mas agrava uma série de sintomas da asma. Fortes estresses emocionais também podem desencadear uma crise, uma vez que são capazes de alterar o balanço hormonal corpóreo e, em geral, aumentam a resposta humoral inflamatória, obstruindo as vias respiratórias. Não somente por isso, mas, dependendo do tipo de emoção experimentada pelo paciente, pode haver uma reposta vagal para gerar uma constrição brônquica e isso então leva à crise. O exercício físico difere um pouco, pois pode sim gerar uma crise asmática, mas, diferentemente dos dois fatores acima, não o faz pelo aumento da inflamação. Alguns tipos de exercícios podem dificultar a passagem do ar por aumentar a demanda e, ao mesmo tempo, a resistência ao fluxo aéreo. Isto é, em brônquios já ocluídos começa a haver uma demanda aumentada de ventilação, mas simultaneamente o ar seco torna tudo mais difícil. A natação, por outro lado, pode ser uma aliada enquanto esporte aquático e ajuda a regular o ritmo respiratório, aumenta o volume pulmonar a longo prazo e garante um ar úmido e fresco durante a prática.

Contudo, creio que a resposta desejada aqui seja a letra D, "Uso de aspirina". Alguns asmáticos apresentam uma certa idiossincrasia à aspirina, um anti-inflamatório não-hormonal. Eles possuem o quadro clínico que se convencionou chamar de Asma Induzida por Aspirina (AIA). Não somente a sensibilidade à aspirina e a asma, mas também a rinosinusite é um sintoma bastante comum da AIA, formando o que se chama de Tríade da Aspirina. A rinosinute aqui mencionada é geralmente acompanhada pela presença de pólipos nasais, que são protuberâncias nas vias respiratórias, mais especificamente nas cavidade nasais. Sempre que em contato com a aspirina, a maioria dos portadores da AIA desencadeiam uma resposta inflamatória aumentada e, consequentemente, uma crise respiratória.

Fontes:
http://www.asmabronquica.com.br/medical/tipos_de_asma_asma_aspirina.html
http://www.chegadeasma.com.br/o-que-desencadeia-as-crises-de-asma-os-viloes/
http://globotv.globo.com/rede-globo/bem-estar/v/saiba-o-que-pode-desencadear-uma-crise-de-asma/2037424/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: QUAL O GABARITO(I)?   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
QUAL O GABARITO(I)?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Qual joystick comprar??
» Qual câmera comprar?
» Qual o melhor antivirus free?
» Qual foi o melhor pouso?
» qual placa de video comprar ATI

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecimento Virtual :: Medicina - Turma 134 - UFPE-
Ir para: