Conhecimento Virtual

Projeto Conhecimento Virtual Profa. Hélia Cannizzaro
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 O Laboratório da Anemia Ferropriva

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sex Mar 27, 2015 1:58 am

Causas gerais: Perda crônica de sangue (metrorragia=útero; sangramento gastrointestinal; câncer (CA) de cólon; hérnia de hiato (gastroesofágica); úlcera péptica; parasitas intestinais; diminuição da ingestão alimentar; necessidade aumentada (gravidez, lactação), etc.
Achados laboratoriais:
1. Ferritina sérica diminuída (é o teste mais sensível e mais específico);
2. Diminuição da concentração de ferro sérico;
3. Hemoglobina diminuída, diminuição no número das hemácias; VCM (volume corpuscular médio) diminuído, HCM (hemoglobina corpuscular médio) diminuída, CHCM (concentração de hemoglobina corpuscular média) diminuída;
4. Hipocromia (baixa coloração das hemácias) e microcitose (diminuição no tamanho – no esfregaço sanguíneo) (análise citomorfológica);
5. Medula óssea (mielograma) – hiperplasia normoblástica com diminuição de sideroblastos;
6. Reticulócitos normais no sangue periférico;
7. Protoporfirina eritrocitária aumentada; PORQUE?
8. Leucócitos normais;
9. Plaquetas normais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
marcus.caio



Mensagens : 6
Data de inscrição : 19/03/2015

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sex Mar 27, 2015 3:22 am

A protoporfirina eritrocitária livre estará aumentada nos casos de síntese alterada na heme (por exemplo, deficiência de Fe). Ela é um dos parâmetros para avaliar a quantidade de ferro nos tecidos, já que uma redução na quantidade de ferro dentro dessas células resulta num aumento na concentração da protoporfirina livre nos eritrócitos. A maior parte dessa protoporfirina liga-se ao zinco, formando um complexo chamado de zinco-protoporfirina.
Assim, a concentração de protoporfirina pode ser determinada diretamente do sangue ou até mesmo através da medida desse complexo no indivíduo.
Entretanto, esse parâmetro de medição tem utilidade limitada - é por isso que a medição da zinco-protoporfirina não tem sido muito utilizada. Isso porque ela pode, por exemplo, ser encontrada em níveis elevados nos casos de indivíduos com problemas renais, ou até mesmo sofrer interferências nos casos de alguns medicamentos e da concentração de bilirrubina.
É por conta dessas alterações que essas medições são amplamente feitas pelas avaliações dos níveis de ferritina.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas Campelo



Mensagens : 7
Data de inscrição : 20/03/2015

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sex Mar 27, 2015 4:38 am

Imaginemos uma fábrica onde irá produzir-se grupos heme para as hemoglobinas. As fases de produção são complexas, como se é de imaginar. Acontece que, em uma das mais importantes etapas, faltou-se um insumo básico, o Fe; conseguintemente, todos os processos da hipotética fábrica estariam prejudicados. Por exemplo, uma das etapas finais é a incorporação do Fe no anel da protoporfirina. Sendo assim, a protoporfirina fica livre no organismo - já que está sem o seu complemento -, e isso pode ser indício de uma deficiência do elemento ferro, o que caracterizaria uma anemia ferropriva.
Não obstante é importante ressaltar que o resultado do exame não determina inequivocamente a deficiência de ferro nem a anemia ferropriva. O resultado pode ser consequência a demais fatores, como indicou "marcus.caio", ou seja, a protoporfirina livre pode ser consequência a outros erros a despeito do da falta de ferro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maria Olivia Aureliano



Mensagens : 8
Data de inscrição : 19/03/2015

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sex Mar 27, 2015 10:50 pm

A protoporfirina eritrocitária livre, precursora do heme, tende a aumentar
na deficiência de ferro, indicando desequilíbrio entre a produção de porfirina e a
oferta de ferro na célula, que acarreta baixa eritropoiese. Grande parte da protoporfirina
livre no interior das células liga-se ao zinco, formando um complexo zincoprotoporfirina.
Assim, a concentração de protoporfirina pode ser determinada diretamente
no sangue ou por meio de medida de zinco-protoporfirina, cuja dosagem
tem sido preferencialmente escolhida pelos pesquisadores por sua fácil determina-
ção. A infecção e/ou inflamação, a intoxicação por chumbo e a anemia hemolítica
também podem levar à elevação da zinco-protoporfirina.

achei esse documento científico bem interessante a respeito da anemia ferropriva, explicou bem sobre a patologia. É do departamento científico de nutrologia, da sociedade brasileira de pediatria.

https://www.sbp.com.br/img/documentos/doc_anemia_carencial_ferropriva.pdf
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
marina.santiago



Mensagens : 10
Data de inscrição : 19/03/2015

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sex Mar 27, 2015 11:40 pm

Acho interessante acrescentar também algumas informações a respeito desta condição e de sua incidência no Brasil.
A anemia por deficiência de ferro (ferropriva) é a mais comum das carências nutricionais, com maior prevalência em mulheres e crianças, principalmente nos países em desenvolvimento. Estudos feitos para avaliar a prevalência desta condição no Brasil apontaram para uma alta prevalência nas regiões Norte e Centro-Oeste, apesar de uma revisão sistemática realizada sobre o assunto ter apontado para a necessidade de mais estudos nestas regiões, nas quais, até o momento, foram realizadas poucas pesquisas a respeito do assunto. Além disso, observou-se também uma maior prevalência desse tipo de anemia na região rural do Nordeste. Foram apontados como fatores influenciadores desse resultado o baixo consumo de ferro heme devido às condições de pobreza, a rede de distribuição pobre em alimentos de origem animal, condições ambientais desfavoráveis para o plantio de frutas e verduras, saneamento básico precário e o alto risco de parasitoses. Atualmente, a anemia ferropriva ainda é considerada um sério problema de Saúde Pública, podendo prejudicar o desenvolvimento mental e psicomotor, causar aumento da morbimortalidade materna e infantil, além da queda no desempenho do indivíduo no trabalho e redução da resistência às infecções.
Devido à sua elevada prevalência e às suas consequências, o Brasil assumiu, em 1992, o compromisso de reduzir a anemia ferropriva e uma das medidas foi o fato do Ministério da Saúde ter tornado obrigatória a fortificação das farinhas de milho e trigo com ferro e ácido fólico (a fortificação é a intervenção que apresenta os resultados mais positivos), por serem alimentos de fácil acesso a população e não terem alterações de suas características organolépticas no processo (além de ser uma medida economicamente viável para o país).

Fontes: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-05822009000100014&lng=en&nrm=iso&tlng=pt
http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/89/89131/tde-14092012-142448/pt-br.php
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Danilo Aires

avatar

Mensagens : 7
Data de inscrição : 18/03/2015
Idade : 23

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 1:59 am

Outro fator para o qual gestantes devem atentar! A anemia ferropriva atrapalha o correto desenvolvimento mental e psico-motor de crianças, além de ocasionar alterações na resposta imunitária; ela pode se instalar, ainda, no período intra-uterino, caso a mãe esteja com ferritina diminuída, significando baixa produção de hemoglobina e de hemácias. Recomenda-se o aleitamento materno de modo exclusivo durante os 6 primeiros meses de vida, pois ele é capaz ofertar a quantidade de ferro necessária.
Pensando sobre o assunto, me preocupou a possibilidade de haver gestantes vegetarianas. Acredito que elas precisem de uma suplementação de ferro, uma vez que, o ferro encontrado nos vegetais é do tipo não-heme, que é menos absorvido pelo nosso organismo que o ferro heme, (majoritariamente) encontrado na carne animal.
Me lembrei desse vídeo e queria compartilhar affraid

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
marianapile



Mensagens : 2
Data de inscrição : 24/03/2015

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 2:23 am

As protoporfirinas ligam-se ao ferro para constituir o grupo heme (grupo prostético) das moléculas de hemoglobina.No caso de uma anemia ferropriva,ocorre que a disponibilidade de ferro para o organismo é baixa,devido a uma exigência maior de sangue circulante,como durante uma gestação,por exemplo.Assim,constata-se que,em um quadro clínico de anemia ferropriva,a quantidade de protoporfirina livre aumenta em consequência da insuficiência de ferro,já que,com tal deficiência,a produção dos grupos heme e,inevitavelmente,a eritropoese diminuem.A protoporfirina livre liga-se ao zinco,formando um complexo facilmente identificado,ainda que,sozinho, não seja um sinal evidente de anemia ferropriva.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ygorlyra



Mensagens : 1
Data de inscrição : 28/03/2015

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 4:16 am

Um aspecto que merece ser destacado é o tratamento da anemia ferropriva, que é feito por uma administração de sulfato ferroso por via oral associada a mudança nos hábitos alimentares. Além disso, uma questão que necessita ser respondida: por que há um aumento da protoporfirina eritrocitária? Essa doença é causada pela privação, deficiência, de ferro dentro do organismo levando à uma diminuição da produção, do tamanho e do teor de hemoglobina dos glóbulos vermelhos, hemácias. O ferro é essencial para a produção dos glóbulos vermelhos e seus níveis baixos no sangue comprometem toda cascata de produção das hemácias. O aumento na concentração da protoporfina livre nos eritrócitos é resultado de uma redução no suprimento de ferro dentro dessas células. Logo, ela é um parâmetro importante para a avaliação da quantidade de ferro nos tecidos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 3:38 pm

Você falou muito bem, quando afirmou que: A protoporfirina eritrocitária livre estará aumentada nos casos de síntese alterada na heme (por exemplo, deficiência de Fe).

Dos constituintes da Hb, de forma geral, temos os Aas (globina) e o Grupo HEME (com ferro e porfirina). Não é verdade? O metabolismo final da porfirina são as bilirrubinas. A formação primeira é a Bb (bilirrubina) indireta (BbI) que ao ser conjugada com o ácido glicurônico no fígado forma a Bb direta (BbD). É lógico pensar que nas patologias Pré – Hepáticas, exemplo anemia hemolítica, há uma aumento de BbI, pois não há alíquota suficiente de ácido glicurônico para conjugar em BbD. E sabemos, o quanto e tanto a anemia hemolítica, que exemplificamos, leva a lise das hemácias e consequentemente aumento de porfirina livre a ser metabolizada. Nas patologias hepáticas, dependendo da extensão da lesão, pode haver aumento apenas da BbI ou concomitantemente da BbI e BbD (esta última, ainda, por competência do ácido glicurônico). Nas patologias pós-hepáticas, com obstrução por cálculo no cístico ou colédoco, a BbI já foi conjugada no fígado e, portanto, há um aumento claro de BbD (é patognomônico = próprio de).
Pergunto a você, com sua frase oportuna inicial: Na anemia ferropiva, por aumento na protoporfirina, há icterícia (amarelão na pele e mucosas, por aumento de porfirina (bilirrubina)? E se a resposta é sim, este aumento é pré-hepático, hepático ou pós-hepático (BbI ou BbI + BbD ou BbD? É comum, anemia ferropriva cursar, clinicamente, com icterícia?




marcus.caio escreveu:
A protoporfirina eritrocitária livre estará aumentada nos casos de síntese alterada na heme (por exemplo, deficiência de Fe). Ela é um dos parâmetros para avaliar a quantidade de ferro nos tecidos, já que uma redução na quantidade de ferro dentro dessas células resulta num aumento na concentração da protoporfirina livre nos eritrócitos. A maior parte dessa protoporfirina liga-se ao zinco, formando um complexo chamado de zinco-protoporfirina.
Assim, a concentração de protoporfirina pode ser determinada diretamente do sangue ou até mesmo através da medida desse complexo no indivíduo.
Entretanto, esse parâmetro de medição tem utilidade limitada - é por isso que a medição da zinco-protoporfirina não tem sido muito utilizada. Isso porque ela pode, por exemplo, ser encontrada em níveis elevados nos casos de indivíduos com problemas renais, ou até mesmo sofrer interferências nos casos de alguns medicamentos e da concentração de bilirrubina.
É por conta dessas alterações que essas medições são amplamente feitas pelas avaliações dos níveis de ferritina.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 3:40 pm

Lucas Campelo
Lido. Boa imagem da Inteligência da Complexidade da Vida.

Lucas Campelo escreveu:
Imaginemos uma fábrica onde irá produzir-se grupos heme para as hemoglobinas. As fases de produção são complexas, como se é de imaginar. Acontece que, em uma das mais importantes etapas, faltou-se um insumo básico, o Fe; conseguintemente, todos os processos da hipotética fábrica estariam prejudicados. Por exemplo, uma das etapas finais é a incorporação do Fe no anel da protoporfirina. Sendo assim, a protoporfirina fica livre no organismo - já que está sem o seu complemento -, e isso pode ser indício de uma deficiência do elemento ferro, o que caracterizaria uma anemia ferropriva.
Não obstante é importante ressaltar que o resultado do exame não determina inequivocamente a deficiência de ferro nem a anemia ferropriva. O resultado pode ser consequência a demais fatores, como indicou "marcus.caio", ou seja, a protoporfirina livre pode ser consequência a outros erros a despeito do da falta de ferro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 3:42 pm

Maria Olívia Aureliano
Bem lido.

Maria Olivia Aureliano escreveu:
A protoporfirina eritrocitária livre, precursora do heme, tende a aumentar
na deficiência de ferro, indicando desequilíbrio entre a produção de porfirina e a
oferta de ferro na célula, que acarreta baixa eritropoiese. Grande parte da protoporfirina
livre no interior das células liga-se ao zinco, formando um complexo zincoprotoporfirina.
Assim, a concentração de protoporfirina pode ser determinada diretamente
no sangue ou por meio de medida de zinco-protoporfirina, cuja dosagem
tem sido preferencialmente escolhida pelos pesquisadores por sua fácil determina-
ção. A infecção e/ou inflamação, a intoxicação por chumbo e a anemia hemolítica
também podem levar à elevação da zinco-protoporfirina.

achei esse documento científico bem interessante a respeito da anemia ferropriva, explicou bem sobre a patologia. É do departamento científico de nutrologia, da sociedade brasileira de pediatria.

https://www.sbp.com.br/img/documentos/doc_anemia_carencial_ferropriva.pdf
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 3:44 pm

Marina Santiago
Ótimo texto

marina.santiago escreveu:
Acho interessante acrescentar também algumas informações a respeito desta condição e de sua incidência no Brasil.
A anemia por deficiência de ferro (ferropriva) é a mais comum das carências nutricionais, com maior prevalência em mulheres e crianças, principalmente nos países em desenvolvimento. Estudos feitos para avaliar a prevalência desta condição no Brasil apontaram para uma alta prevalência nas regiões Norte e Centro-Oeste, apesar de uma revisão sistemática realizada sobre o assunto ter apontado para a necessidade de mais estudos nestas regiões, nas quais, até o momento, foram realizadas poucas pesquisas a respeito do assunto. Além disso, observou-se também uma maior prevalência desse tipo de anemia na região rural do Nordeste. Foram apontados como fatores influenciadores desse resultado o baixo consumo de ferro heme devido às condições de pobreza, a rede de distribuição pobre em alimentos de origem animal, condições ambientais desfavoráveis para o plantio de frutas e verduras, saneamento básico precário e o alto risco de parasitoses. Atualmente, a anemia ferropriva ainda é considerada um sério problema de Saúde Pública, podendo prejudicar o desenvolvimento mental e psicomotor, causar aumento da morbimortalidade materna e infantil, além da queda no desempenho do indivíduo no trabalho e redução da resistência às infecções.
Devido à sua elevada prevalência e às suas consequências, o Brasil assumiu, em 1992, o compromisso de reduzir a anemia ferropriva e uma das medidas foi o fato do Ministério da Saúde ter tornado obrigatória a fortificação das farinhas de milho e trigo com ferro e ácido fólico (a fortificação é a intervenção que apresenta os resultados mais positivos), por serem alimentos de fácil acesso a população e não terem alterações de suas características organolépticas no processo (além de ser uma medida economicamente viável para o país).

Fontes: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-05822009000100014&lng=en&nrm=iso&tlng=pt
http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/89/89131/tde-14092012-142448/pt-br.php
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 3:45 pm

Danilo Aires
Muito bom


Danilo Aires escreveu:
Outro fator para o qual gestantes devem atentar! A anemia ferropriva atrapalha o correto desenvolvimento mental e psico-motor de crianças, além de ocasionar alterações na resposta imunitária; ela pode se instalar, ainda, no período intra-uterino, caso a mãe esteja com ferritina diminuída, significando baixa produção de hemoglobina e de hemácias. Recomenda-se o aleitamento materno de modo exclusivo durante os 6 primeiros meses de vida, pois ele é capaz ofertar a quantidade de ferro necessária.
Pensando sobre o assunto, me preocupou a possibilidade de haver gestantes vegetarianas. Acredito que elas precisem de uma suplementação de ferro, uma vez que, o ferro encontrado nos vegetais é do tipo não-heme, que é menos absorvido pelo nosso organismo que o ferro heme, (majoritariamente) encontrado na carne animal.
Me lembrei desse vídeo e queria compartilhar  affraid

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 3:47 pm

Mariana Pile
Lido

marianapile escreveu:
As protoporfirinas ligam-se ao ferro para constituir o grupo heme (grupo prostético) das moléculas de hemoglobina.No caso de uma anemia ferropriva,ocorre que a disponibilidade de ferro para o organismo é baixa,devido a uma exigência maior de sangue circulante,como durante uma gestação,por exemplo.Assim,constata-se que,em um quadro clínico de anemia ferropriva,a quantidade de protoporfirina livre aumenta em consequência da insuficiência de ferro,já que,com tal deficiência,a produção dos grupos heme e,inevitavelmente,a eritropoese diminuem.A protoporfirina livre liga-se ao zinco,formando um complexo facilmente identificado,ainda que,sozinho, não seja um sinal evidente de anemia ferropriva.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Sab Mar 28, 2015 3:49 pm

Ygor Lyra
Lido


ygorlyra escreveu:
Um aspecto que merece ser destacado é o tratamento da anemia ferropriva, que é feito por uma administração de sulfato ferroso por via oral associada a mudança nos hábitos alimentares. Além disso, uma questão que necessita ser respondida: por que há um aumento da protoporfirina eritrocitária? Essa doença é causada pela privação, deficiência, de ferro dentro do organismo levando à uma diminuição da produção, do tamanho e do teor de hemoglobina dos glóbulos vermelhos, hemácias. O ferro é essencial para a produção dos glóbulos vermelhos e seus níveis baixos no sangue comprometem toda cascata de produção das hemácias. O aumento na concentração da protoporfina livre nos eritrócitos é resultado de uma redução no suprimento de ferro dentro dessas células. Logo, ela é um parâmetro importante para a avaliação da quantidade de ferro nos tecidos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ruan Vilar



Mensagens : 8
Data de inscrição : 19/03/2015

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Dom Mar 29, 2015 7:19 pm

Professora Hélia, me mate uma curiosidade, por favor. Por que a administração de Ferro, em casos de anemia ferropriva, é feita juntamente com Vitamina C? Eu entendo que o papel da Vit C é fazer com que ocorra a absorção desse sal mineral, mas por que tão especificamente outra vitamina ou outro micro ou macronutriente?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Dom Mar 29, 2015 7:44 pm

Ruan Vilar
No último texto que postei, você verá que a certeza para gênese do eritrócito normal, é a B12 e ácido fólico, além, claro, de AAs e ferro. A necessidade dos outros elementos citados, como ácido ascórbico (C), ácido pantotênico, riboflavina, tiamina, etc., ainda é especulativa sua necessidade vital - para este tema em questão.
A vitamina C é fundamental para o sistema imunológico e seu uso na ferropriva é muito mais para impedir infecções concomitantes que agrave ainda mais o quadro.


Ruan Vilar escreveu:
Professora Hélia, me mate uma curiosidade, por favor. Por que a administração de Ferro, em casos de anemia ferropriva, é feita juntamente com Vitamina C? Eu entendo que o papel da Vit C é fazer com que ocorra a absorção desse sal mineral, mas por que tão especificamente outra vitamina ou outro micro ou macronutriente?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Laíse Francielle



Mensagens : 4
Data de inscrição : 21/03/2015

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Seg Mar 30, 2015 1:29 pm

Hélia, seria correto inferir que a anemia ferropriva causa, na mulher, diminuição do volume de sangue durante a menstruação ou isso não é regra?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Seg Mar 30, 2015 7:09 pm

Marcus Caio
Se você estiver numa cidade que não houver a possibilidade da dosagem de ferritina, a protoporfirina
tem sua grande utilidade. As interferências podem ser corrigidas: renal com dosagem de ureia e creatinina,
definir o tipo de medicamento, e dosagem das bilirrubinas indireta, direta e total.
Seu texto está muito bom.

marcus.caio escreveu:
A protoporfirina eritrocitária livre estará aumentada nos casos de síntese alterada na heme (por exemplo, deficiência de Fe). Ela é um dos parâmetros para avaliar a quantidade de ferro nos tecidos, já que uma redução na quantidade de ferro dentro dessas células resulta num aumento na concentração da protoporfirina livre nos eritrócitos. A maior parte dessa protoporfirina liga-se ao zinco, formando um complexo chamado de zinco-protoporfirina.
Assim, a concentração de protoporfirina pode ser determinada diretamente do sangue ou até mesmo através da medida desse complexo no indivíduo.
Entretanto, esse parâmetro de medição tem utilidade limitada - é por isso que a medição da zinco-protoporfirina não tem sido muito utilizada. Isso porque ela pode, por exemplo, ser encontrada em níveis elevados nos casos de indivíduos com problemas renais, ou até mesmo sofrer interferências nos casos de alguns medicamentos e da concentração de bilirrubina.
É por conta dessas alterações que essas medições são amplamente feitas pelas avaliações dos níveis de ferritina.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   Seg Mar 30, 2015 7:17 pm

Laíse Francielle
É verdade Laíse. A anemia diminui a alíquota total, normal, de sangue.

Laíse Francielle escreveu:
Hélia, seria correto inferir que a anemia ferropriva causa, na mulher, diminuição do volume de sangue durante a menstruação ou isso não é regra?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Laboratório da Anemia Ferropriva   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Laboratório da Anemia Ferropriva
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Laboratórios de Pesquisa

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecimento Virtual :: Medicina - Turma 137 :: CV Propriamente dito-
Ir para: