Conhecimento Virtual

Projeto Conhecimento Virtual Profa. Hélia Cannizzaro
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 LEUCEMIA AGUDA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: LEUCEMIA AGUDA   Sab Mar 28, 2015 7:04 pm

Em adultos, 20% das leucemias agudas são linfocíticas (LLA) e 80% são não linfocíticas (LMA = mieloide). Em crianças, 75% dos casos são LLA e 25% são LMA. A RT-PCR (transcriptase reversa – reação cadeia polimerase) pode identificar até mesmo uma célula maligna por 10.000.000 de células normais.
Achados no sangue periférico:
1. Leucócitos raramente maior que 100.000/mm3;
2. Corantes são usados para diferenciar linfoblastos de mieloblastos. A peroxidase, Sudan Black B e esterase são específicas para LMA. Já a fosfatase ácida é positiva para LLA;
3. A anemia pode ser severa;
4. Plaquetas com contagem diminuída.
Medula óssea:
1. Riqueza de blastos
Obs.: Tumor das células da MO formam células e corpúsculos ineficientes, transportam mal O2, defendem mal, e fazem hemostasia primária sem eficiência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maria Olivia Aureliano



Mensagens : 8
Data de inscrição : 19/03/2015

MensagemAssunto: Re: LEUCEMIA AGUDA   Dom Mar 29, 2015 3:47 am

Na leucemia, a produção totalmente desordenada dos leucócitos faz com que seu número aumente consideravelmente. Num hemograma, em vez de aparecerem de cinco mil a dez mil glóbulos brancos, aparecem 90 mil, 100 mil. Isso altera a produção das outras séries, ou seja, das plaquetas e dos glóbulos vermelhos, acarretando uma queda expressiva no número de plaquetas. De 150/200 mil, elas podem cair para apenas cinco mil. Outra manifestação importante da doença é a anemia, porque os níveis de hemoglobina também desabam. Essas alterações todas são detectadas no hemograma, um exame de sangue bastante simples, e acontecem porque as células leucêmicas se proliferam de forma desordenada e começam a ocupar a medula óssea.
A grande característica da leucemia, portanto, é o surgimento de quantidades muito grandes de leucócitos anômalos. São leucócitos doentes que, além de perder a função de defesa do organismo, ocupam a fábrica e reduzem o espaço para a fabricação das outras células que compõem o sangue.
A falha na produção dos glóbulos vermelhos e plaquetas provoca manifestações clínicas que incluem anemia, fraqueza, palidez, cansaço, hemorragia, sangramentos no nariz e na gengiva, manchas vermelhas na pele e infecções. Esses sinais são próprios da leucemia aguda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
julia.barreto



Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/03/2015

MensagemAssunto: Re: LEUCEMIA AGUDA   Dom Mar 29, 2015 2:34 pm

De acordo com o INCA, há quatro procedimentos médicos principais para o tratamento do paciente com leucemia:
Mielograma: usado para diagnosticar a patologia e para monitorar a quantidade de células leucêmicas durante o tratamento, ou seja verificar a eficiência e a resposta do organismo. São realizados mielogramas diários durante o tratamento.
Punção lombar: retirada do líquor para analise citológica e injeção de quimioterápicos que buscam evitar o aparecimento de células leucêmicas no SNC.
Cateter Venoso Central: recomenda-se a implantação de um cateter de longa permanência em uma veia profunda, para facilitar a aplicação de medicamentos e derivados sangüíneos além das freqüentes coletas de sangue para exames, evitando com isso punções venosas repetidas e dolorosas.
Transfusões: os pacientes recebem, durante o tratamento, transfusões diárias de hemácias e plaquetas, a fim de suprir a hematopoese ineficiente da medula óssea.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: LEUCEMIA AGUDA   Dom Mar 29, 2015 6:44 pm

Maria Olívia Aureliano
Gostei muito de seu texto, e, principalmente de sua lógica quando afirma do aumento desordenado
dos leucócitos e de suas ineficiências, e, conclui: Isso altera a produção das outras séries, ou seja, das plaquetas e dos glóbulos vermelhos, acarretando uma queda expressiva no número de plaquetas.


Maria Olivia Aureliano escreveu:
Na leucemia, a produção totalmente desordenada dos leucócitos faz com que seu número aumente consideravelmente. Num hemograma, em vez de aparecerem de cinco mil  a dez mil glóbulos brancos, aparecem 90 mil, 100 mil. Isso altera a produção das outras séries, ou seja, das plaquetas e dos glóbulos vermelhos, acarretando uma queda expressiva no número de plaquetas. De 150/200 mil, elas podem cair para apenas cinco mil. Outra manifestação importante da doença é a anemia, porque os níveis de hemoglobina também desabam. Essas alterações todas são detectadas no hemograma, um exame de sangue bastante simples, e acontecem porque as células leucêmicas se proliferam de forma desordenada e começam a ocupar a medula óssea.
A grande característica da leucemia, portanto, é o surgimento de quantidades muito grandes de leucócitos anômalos. São leucócitos doentes que, além de perder a função de defesa do organismo, ocupam a fábrica e reduzem o espaço para a fabricação das outras células que compõem o sangue.
A falha na produção dos glóbulos vermelhos e plaquetas provoca manifestações clínicas que incluem anemia, fraqueza, palidez, cansaço, hemorragia, sangramentos no nariz e na gengiva, manchas vermelhas na pele e infecções. Esses sinais são próprios da leucemia aguda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: LEUCEMIA AGUDA   Dom Mar 29, 2015 6:47 pm

Júlia Barreto
Muito bom.
Quais os dois locais, preferenciais, para se realizar a punção de MO?


julia.barreto escreveu:
De acordo com o INCA, há quatro procedimentos médicos principais para o tratamento do paciente com leucemia:
Mielograma: usado para diagnosticar a patologia e para monitorar a quantidade de células leucêmicas durante o tratamento, ou seja verificar a eficiência e a resposta do organismo. São realizados mielogramas diários durante o tratamento.
Punção lombar: retirada do líquor para analise citológica e injeção de quimioterápicos que buscam evitar o aparecimento de células leucêmicas no SNC.
Cateter Venoso Central: recomenda-se a implantação de um cateter de longa permanência em uma veia profunda, para facilitar a aplicação de medicamentos e derivados sangüíneos além das freqüentes coletas de sangue para exames, evitando com isso punções venosas repetidas e dolorosas.
Transfusões: os pacientes recebem, durante o tratamento, transfusões diárias de hemácias e plaquetas, a fim de suprir a hematopoese ineficiente da medula óssea.  
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
julia.barreto



Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/03/2015

MensagemAssunto: Re: LEUCEMIA AGUDA   Ter Mar 31, 2015 7:56 am

Preferencialmente se realiza a punção de MO no osso ilíaco ou no osso esterno.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: LEUCEMIA AGUDA   Ter Abr 07, 2015 7:37 pm

Ok, Júlia Barreto

julia.barreto escreveu:
Preferencialmente se realiza a punção de MO no osso ilíaco ou no osso esterno.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: LEUCEMIA AGUDA   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
LEUCEMIA AGUDA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecimento Virtual :: Medicina - Turma 137 :: CV Propriamente dito-
Ir para: