Conhecimento Virtual

Projeto Conhecimento Virtual Profa. Hélia Cannizzaro
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Sex Mar 20, 2015 9:24 pm

A intenção é falar agora sobre feocromocitoma e cardiopatia concomitante. Lembro, que falei anteriormente da medula da adrenal. O feocromocitoma é um tumor originário do tecido medular da adrenal com secreção excessiva de catecolaminas. Pensemos: as catecolaminas aumentam o inotropismo cardíaco (taquicardia, por exemplo), mas deprime as incursões pulmonares (bradipneia). Não é à toa, que nos pacientes asmáticos se faz uso de adrenalina subcutânea para diminuir a dispneia, com controle rígido monitorado do coração para evitar taquicardias mais graves. Voltando ao feocromocitoma, há uma hipertensão arterial, cefaleia, palpitações, náuseas, dor epigástrica (na altura do estômago), sudorese, vertigem e sensação de morte eminente. O feocromocitoma só é curável cirurgicamente. O diagnóstico laboratorial é feito pela dosagem das catecolaminas ou seus metabólitos no sangue ou na urina. É muito utilizada a dosagem de ácido vanilmandélico (VMA) que se realiza na urina de 24 horas. Geralmente, considera-se 8mg/24 horas como o nível máximo da normalidade para a excreção urinária do VMA.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
marcus.caio



Mensagens : 6
Data de inscrição : 19/03/2015

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Sab Mar 21, 2015 10:28 pm

Na pesquisa sobre essa patologia, o que me chamou a atenção, logo de imediato, foi a raridade da ocorrência de tal doença. Por ano, a cada um milhão de pessoas, apenas duas apresentam o tumor. Portanto, esse tópico já nos abre uma janela para a análise de uma doença pouquíssimo conhecida pela população em geral.
Como já foi dito, o feocromocitoma é um tumor causado na medula da adrenal. Mais especificamente, tal tumor pode ser conhecido por hiperplasia das células cromafins (que são as células neuroendócrinas responsáveis pela característica hormonal de tal glândula). O processo é, pois, lógico: se há um problema nessas células excretoras, haverá uma disfunção em tal glândula. No caso dessa patologia, o problema consiste no aumento excessivo da secreção de catecolaminas. Assim, se há um aumento desse grupo de moléculas, haverá um consequente problema cardíaco (já que as mesmas promovem a taquicardia).
Então, retomemos um dos assuntos mais abordados em outros tópicos - inclusive aquele que eu fiz no tópico de HA, e que seu comentário o explanou devidamente: uma cansativa rotina, e o estresse atrelado a ela, vão com certeza serem refletidos no corpo. No caso da feocromocitona, que tem cardiopatia (taquicardia, por exemplo) atrelada concomitantemente, sabe-se que o acúmulo de stress pode desencadear crises hipertensivas que poderão culminar até mesmo com a morte. Ou seja, embora o tumor não seja maligno, o óbito do paciente poderá ocorrer - não diretamente pelo tumor em si, mas por conta dos problemas que a ele estarão relacionados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Paula Valença



Mensagens : 4
Data de inscrição : 20/03/2015

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Sab Mar 21, 2015 10:54 pm

Vale ressaltar que 90% dos tumores são benignos e quando malignos, podem apresentar metástases em ossos, linfonodos regionais, fígado, pulmões, cérebro.
Além da hipertensão arterial, há um quadro de cefaléia, sudorese e palpitações. Porém, muitos pacientes não apresentam taquicardia. Uma complicação frequente é a miocardite, pois a inflamação na camada muscular do coração pode resultar na perda de força contrátil, logo prejudicando o bombeamento do sangue para o corpo. Pode haver também angina e infarto do miocárdio, decorrentes de espasmo coronariano pelo aumento de catecolamina.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ariadne Souto Maior



Mensagens : 10
Data de inscrição : 22/03/2015

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Dom Mar 22, 2015 4:21 am

Além dos sintomas clássicos, o feocromocitoma tem sido raramente associado à ocorrência de infarto agudo do miocárdio e outras complicações cardiovasculares. Assim, o miocárdio é privado de oxigênio e nutrientes (já que há ausência ou diminuição da circulação sanguínea no coração), o que pode levar à morte de suas células. Portanto, o feocromocitoma pode sim levar à lesão cardíaca, comprometendo gravemente o funcionamento da bomba cardíaca que é o coração.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cicera Analú Alves da Sil



Mensagens : 9
Data de inscrição : 19/03/2015

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Dom Mar 22, 2015 1:22 pm

Há várias maneiras de se diagnosticar o Feocromocitoma, uma delas é fazendo a dosagem da adrenalina e noradrenalina plasmática e urinária. Como a adrenalina e a noradrenalina tem efeitos diretos no funcionamento cardíaco, dessa forma o aumento ou a diminuição delas pode levar a lesões cardíacas. Uma curiosidade é que, cerca de 10% dos casos, são herdados geneticamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Dom Mar 22, 2015 5:54 pm

Marcus Caio
É importante entender que independe da ocorrência de feocromocitoma, a medula adrenal participa
diariamente em nossas condições de estresse, com vasoconstricção que se reflete em sinais físicos
como sudorese, palidez, taquicardia, etc. Este fato é mais realçado em pacientes psicóticos,
por seus estresses mais combatentes. Boas observações a que fez.

marcus.caio escreveu:
Na pesquisa sobre essa patologia, o que me chamou a atenção, logo de imediato, foi a raridade da ocorrência de tal doença. Por ano, a cada um milhão de pessoas, apenas duas apresentam o tumor. Portanto, esse tópico já nos abre uma janela para a análise de uma doença pouquíssimo conhecida pela população em geral.
Como já foi dito, o feocromocitoma é um tumor causado na medula da adrenal. Mais especificamente, tal tumor pode ser conhecido por hiperplasia das células cromafins (que são as células neuroendócrinas responsáveis pela característica hormonal de tal glândula). O processo é, pois, lógico: se há um problema nessas células excretoras, haverá uma disfunção em tal glândula. No caso dessa patologia, o problema consiste no aumento excessivo da secreção de catecolaminas. Assim, se há um aumento desse grupo de moléculas, haverá um consequente problema cardíaco (já que as mesmas promovem a taquicardia).
Então, retomemos um dos assuntos mais abordados em outros tópicos - inclusive aquele que eu fiz no tópico de HA, e que seu comentário o explanou devidamente: uma cansativa rotina, e o estresse atrelado a ela, vão com certeza serem refletidos no corpo. No caso da feocromocitona, que tem cardiopatia (taquicardia, por exemplo) atrelada concomitantemente, sabe-se que o acúmulo de stress pode desencadear crises hipertensivas que poderão culminar até mesmo com a morte. Ou seja, embora o tumor não seja maligno, o óbito do paciente poderá ocorrer - não diretamente pelo tumor em si, mas por conta dos problemas que a ele estarão relacionados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Dom Mar 22, 2015 5:55 pm

Ana Paulo Valença
Se tempo tiver, postarei Miocardite de forma geral.
Ana Paula Valença escreveu:
Vale ressaltar que 90% dos tumores são benignos e quando malignos, podem apresentar metástases  em ossos, linfonodos regionais, fígado, pulmões, cérebro.
Além da hipertensão arterial, há um quadro de cefaléia, sudorese e palpitações. Porém, muitos pacientes não apresentam taquicardia. Uma complicação frequente é a miocardite, pois a inflamação na camada muscular do coração pode resultar na perda de força contrátil, logo prejudicando o bombeamento do sangue para o corpo. Pode haver também angina e infarto do miocárdio, decorrentes de espasmo coronariano pelo aumento de catecolamina.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Dom Mar 22, 2015 5:59 pm

Ariadne Souto Maior
Você carrega em si o nome da História, de Historiador mais que qualificado.
Quando fala de IAM, escreverei hoje para vocês: Insuficiência Coronária até chegar ao IAM.

Ariadne Souto Maior escreveu:
Além dos sintomas clássicos, o feocromocitoma tem sido raramente associado à ocorrência de infarto agudo do miocárdio e outras complicações cardiovasculares. Assim, o miocárdio é privado de oxigênio e nutrientes (já que há ausência ou diminuição da circulação sanguínea no coração), o que pode levar à morte de suas células. Portanto, o feocromocitoma pode sim levar à lesão cardíaca, comprometendo gravemente o funcionamento da bomba cardíaca que é o coração.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Dom Mar 22, 2015 6:05 pm

Cícera Analú Alves
O melhor marcador laboratorial para este diagnóstico é a dosagem de ácido vanilmandélico (VMA).
E vou lhe explicar. A adrenalina e a noradrenalina (adrenalina metilada) degradam, mais facilmente,
após coleta de sangue, no plasma ou soro, o que não ocorre com o VMA.
É o mesmo que ocorre no diagnóstico de AIDS, a transcriptase reversa é uma enzima que se
degrada com facilidade e, portanto, os falsos-negativos são muito elevados. Então, hoje,
faz-se uso, por ELISA, da dosagem de uma proteína de capsídeo do HIV, que é resistente, chamada p24.

Cicera Analú Alves da Sil escreveu:
Há várias maneiras de se diagnosticar o Feocromocitoma, uma delas é fazendo a dosagem da adrenalina e noradrenalina plasmática e urinária. Como a adrenalina e a noradrenalina tem efeitos diretos no funcionamento cardíaco, dessa forma o aumento ou a diminuição delas pode levar a lesões cardíacas. Uma curiosidade é que, cerca de 10% dos casos, são herdados geneticamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Laíse Francielle



Mensagens : 4
Data de inscrição : 21/03/2015

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Sex Mar 27, 2015 1:54 am

Achei interessante o fato de que a sintomatologia da feocromocitoma costuma ser diferente nas crianças. Nelas, a pressão alta é constante ao invés de se apresentar na forma de crises hipertensivas, por exemplo. Vale ressaltar, também, que em alguns casos raros essa patologia não apresenta nenhum sintoma, sendo descoberta de forma acidental.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   Sex Mar 27, 2015 2:02 am

Laíse Francielle
Boa lembrança

Laíse Francielle escreveu:
Achei interessante o fato de que a sintomatologia da feocromocitoma costuma ser diferente nas crianças. Nelas, a pressão alta é constante ao invés de se apresentar na forma de crises hipertensivas, por exemplo. Vale ressaltar, também, que em alguns casos raros essa patologia não apresenta nenhum sintoma, sendo descoberta de forma acidental.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Feocromocitoma leva Lesão Cardíaca?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Brasil] Voo mais longo do país leva mais de 11 horas de São Paulo para Fortaleza
» [Brasil] Piloto do Airbus do GTE leva convidada a bordo
» Zurique (LSZH) - Palma de Maiorca (LEPA)
» [Internacional] Ryanair vai cortar banheiros a bordo para ter mais seis lugares nos aviões
» Jogos fáceis de Platinar ^^

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecimento Virtual :: Medicina - Turma 137 :: CV Propriamente dito-
Ir para: