Conhecimento Virtual

Projeto Conhecimento Virtual Profa. Hélia Cannizzaro
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Qua Out 29, 2014 9:25 pm

Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação
1. Bacillus cereus – Isolamento acima ou igual de 10 a quinta de B.cereus/g de alimento suspeito e detecção de enterotoxina por testes especiais (por exemplo, difusão por imunogel);
2. Botulismo – Isolamento do Clostridium botulism nos pacientes e detecção de enterotoxina no material fecal, plasma ou nutrientes pelo teste em ratos;
3. Brucelose – Isolamento de Brucella no sangue;
4. Campilobacteriose – Aumento nos títulos de aglutinação sanguínea de quatro vezes ou mais no ínicio até 3-6 semanas depois, isolamento do organismo no material fecal, isolamento de organismo no alimento suspeito;
5. Cólera – Isolamento do organismo no vômito ou fezes, isolamento no alimento suspeito, demonstração por testes biológicos que o organismo é enterotoxigênico;
6. Enterite por Clostridium perfringens – Isolamento nos pacientes e alimento, isolamento de mais de 10 a quinta organismos no alimento suspeito, contagem maior que 10 a sexta de germes fecais e demonstração de toxina específica nas fezes (teste do anticorpo fluorescente);
7. Escherichia coli – Isolamento nos pacientes e alimentos, demonstração que é enteropatogênico;
8. Listeriose – Isolamento do tipo, fago e sorogrupo no paciente e alimento, demonstração da virulência por testes biológicos;
9. Salmonelose – Isolamento do organismo nas fezes ou esfregaço retal ou urina ou sangue ou em alimento suspeito;
10. Shiguelose – Isolamento no material fecal ou esfregaço retal ou alimento suspeito;
11. Intoxicação ou envenenamento por Staphylococcus – Estudo sorológico com isolamento acima de 10 a quinta de organismos suspeitos;
12. Yersiniose – Isolamento de Yersinia enterocolitica ou Yersinia pseudotuberculosis nas fezes ou sangue ou alimento suspeito;
13. Ameba (Entamoeba histolytica) – Identificação de cistos ou trofozoitos em fezes, biópsia, aspirado ou sorologia;
14. Criptosporidiose – Demonstração nas fezes ou alimento suspeito;
15. Giardíase – Reconhecimento nas fezes, conteúdos duodenais ou intestino delgado;
16. Balantidium coli – Reconhecimento nas fezes ou biópsia de tecidos;
17. Cestodíase (como Taenia saginata, Taenia solium) – Ovos e proglótide nas fezes;
18. Envenenamento por cogumelo – Demonstração de toxina na urina. Etc.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
edenartur



Mensagens : 4
Data de inscrição : 26/09/2014

MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Sex Nov 14, 2014 8:13 pm

É interessante observar que estes microrganismos devem estar sempre sobre vigilância na água potável e alimentos, porém, como a análise de todos os patógenos acaba sendo custoso e até demorado se utiliza a análise de microrganismos indicadores de contaminação como é o caso da Escherichia coli. E ainda mais, o cloro presente na água que chega a nossas torneiras é importante na desinfecção e por isso deve estar sempre sob análise.
Além disto, o conhecimento do metabolismo dos patógenos é importante para se observar característica de sua contaminação, como é o caso do Clostridium Botulinum que pode provocar aqueles inchaços nas embalagens de alimentos já que tem algo metabolismo anaeróbico liberando gases com o CO2.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marta D´Albuquerque



Mensagens : 5
Data de inscrição : 28/09/2014

MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Sex Nov 14, 2014 11:27 pm

Uma das principais consequências dessas infecções gastroentéricas é a diarreia, que se caracteriza pelo grande volume de água nas fezes, no caso da diarreia que ocorre durante essas infecções, as bactérias estimulam maior secreção de íons, fazendo com que a água seja menos absorvida e se encontre em grande volume nas fezes. A maioria desses agentes infecciosos provocam esse tipo de diarreia, chamada secretória. No caso do vibrião colérico, por exemplo, essa secreção de íons é potencializada por agentes inflamatórios liberados pela bactérica, fazendo com que o indivíduo perca até 20L de água pelas fezes. Isso é bastante perigoso porque também há perda de diversos íons junto com a água e esse íons são importantes para diversos mecanismos em diferentes partes do corpo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alexandre Luna



Mensagens : 4
Data de inscrição : 25/09/2014

MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Sex Nov 14, 2014 11:56 pm

Um dos temas mais importantes e ricos, na minha opinião, já postados aqui no CV. Conhecer sobre "infecções gastroentéricas alimentares e sua identificação" é de extrema importância para qualquer profissional da área de saúde, em especial do médico, pois estes sempre lidarão com essas patologias e o acometimento destas poderão causar uma série de problemas aos pacientes.
Achei um artigo interessante a respeito especificamente do número 2 trazido pela sra. nessa postagem, que é justamente sobre o botulismo. Segue abaixo o link do artigo:

https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&cd=5&ved=0CCcQFjAE&url=http%3A%2F%2Fwww.intertox.com.br%2Fdocumentos%2Fv3n3%2Frev-v03-n03-03.pdf&rct=j&q=artigos%20cient%C3%ADficos%20botulismo&ei=Q5FmVJSaN8KggwTDq4D4BQ&usg=AFQjCNHTNfRBvRZnn58F2TUmS5CFurP2Dw&bvm=bv.79142246,d.eXY
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
milenaaraujo



Mensagens : 3
Data de inscrição : 27/09/2014

MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Sab Nov 15, 2014 12:41 am

As Infecções Gastroentéricas Alimentares devem receber uma atenção grande da população mundial, de forma a controlá-las, uma vez que suas consequências podem atingir gravemente a saúde das pessoas. A Salmonella spp., por sua vez, é considerada como um dos principais agentes envolvidos em surtos de origem alimentar em países desenvolvidos. O aumento da incidência da salmonelose provocada por alimentos contaminados demonstra que, na atualidade, apesar dos avanços tecnológicos alcançados, este problema ainda ocorre mundialmente. Diante disso, cabe afirmar que as espécies desse gênero atravessam a camada epitelial intestinal, alcançam a lâmina própria (camada na qual as células epiteliais estão ancoradas), onde proliferam.  A penetração de Salmonella spp. fica limitada à lâmina própria e ela causa uma infecção restrita à mucosa intestinal. A resposta inflamatória ocasionada está relacionada também com a liberação de prostaglandinas, que são estimuladoras de adenilciclase, o que resulta em um aumento de secreção de água e eletrólitos, provocando diarréia aquosa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
sergio.siqueira



Mensagens : 2
Data de inscrição : 10/10/2014
Idade : 22

MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Sab Nov 15, 2014 2:07 am

Ao observar algumas das infecções listadas acima pude perceber que um dos sintomas mais decorrentes destas são as diarreias. Notei também que um número considerável de óbitos ocorre não diretamente por causa das infecções em si, mas pela desidratação gerada pelas diarréias. Assim, resolvi pesquisar um pouco sobre como evitar que desidratações ocorram e achei um artigo interessante que fala sobre a importância da hidratação oral, principalmente em crianças, que são mais fragilizadas tratando-se de diarreias.
Aqui segue o artigo: Yersiniosewww.medicina.ufba.br/educacao_medica/graduacao/dep_pediatria/disc_pediatria/disc_prev_social/roteiros/diarreia/hidratacao_oral.pdf
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thayane Cavalcanti



Mensagens : 4
Data de inscrição : 24/09/2014

MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Sab Nov 15, 2014 4:40 am

Boa noite, professora!
Como exposto por meus colegas e diante da importância do tema, procurei sobre algumas dessas infecções. Uma, em particular, me chamou atenção: a Shigelose!
No Brasil, a prevalência da Shigelose é de 8 a 10% em crianças com menos de um ano de idade e de 15 a 18% em crianças com mais de dois anos. A infecção provocada pela Shigella merece atenção, pois como o quadro clínico é, frequentemente, prolongado, mais complicado e acentuado, pode haver necessidade de intervenção terapêutica antimicrobiana. Nesse caso, o paciente costuma apresentar febre, dor abdominal, mal estar, tenesmo e diarréia mucosanguinolenta. A literatura também mostra que a diarreia da Shigelose pode ter duas fases: 1a) diarreia líquida; 2a) evacuações mucosanguinolentas.

Segue algumas fontes bem interessantes para ampliar o conhecimento sobre infecções provocadas por Shigella spp.:
http://pediatriasaopaulo.usp.br/upload/pdf/191.pdf
http://www.cooperclim.com.br/ebichocliente/docs/2/Diarrias_agudas___Cristiane_Lima.pdf
http://www.sbmicrobiologia.org.br/cdlatino/resumos/R1002-1.html
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maria Gabriella Melo



Mensagens : 2
Data de inscrição : 01/10/2014

MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Sab Nov 15, 2014 8:16 pm

Boa tarde a todos!
Uma destas infecções me chamou a atenção, que foi a cólera, visto que é uma doença que afeta lugares que não possuem medidas eficazes de saúde pública, o que, infelizmente, ainda faz parte da realidade do mundo atual. Tentei pesquisar sobre ela e aqui estão algumas informações encontradas: É causada por uma enterotoxina produzida pela bactéria Vibrio cholerae, sua  transmissão é fecal-oral e se dá através da água e de alimentos contaminados pelas fezes ou pela manipulação de alimentos por pessoas infectadas, sejam elas sintomáticas ou não. Pode ser prevenida por saneamento básico e medidas simples de higiene. O principal sintoma é a diarreia volumosa, que começa de repente, acompanhada por vômitos, mas raramente por febre e dores abdominais. As fezes são líquidas, acinzentadas sem odor fétido nem sinais de sangue ou pus. Em questão de poucas horas, a perda excessiva de água e de sais minerais nas evacuações pode resultar em desidratação grave, baixa expressiva da pressão arterial, insuficiência renal e coma. Os sintomas clínicos e exames laboratoriais de cultura de fezes para identificar a presença do vibrião são elementos essenciais para o diagnóstico da cólera. A reidratação é a medida terapêutica mais importante no tratamento da cólera. Ela pode ser feita por via oral com soro caseiro ou com soluções farmacológicas reidratantes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Ter Nov 18, 2014 2:26 am

Edenartur
Essas suas colocações me fizeram recordar do uso do cloro. Trabalhava eu num P3 quando resolvi também fazer pesquisa, por um tempo.
Senti disposição de ser também Ph.D. Este P3 é Área de Segurança Máxima pela OMS para lidar com patologias como a AIDS, a que me dediquei
durante 06 longos anos. Todas as vezes, que terminava o experimento, com HIV de várias regiões do mundo, cobria as placas com cloro, e ao
avaliar por p24, e não transcriptase reversa que é mais fragilizada, o HIV estava aniquilado.

edenartur escreveu:
É interessante observar que estes microrganismos devem estar sempre sobre vigilância na água potável e alimentos, porém, como a análise de todos os patógenos acaba sendo custoso e até demorado se utiliza a análise de microrganismos indicadores de contaminação como é o caso da Escherichia coli. E ainda mais, o cloro presente na água que chega a nossas torneiras é importante na desinfecção e por isso deve estar sempre sob análise.
Além disto, o conhecimento do metabolismo dos patógenos é importante para se observar característica de sua contaminação, como é o caso do Clostridium Botulinum que pode provocar aqueles inchaços nas embalagens de alimentos já que tem algo metabolismo anaeróbico liberando gases com o CO2.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   Ter Nov 18, 2014 2:34 am

Milena Araújo
Lembrando, que a Salmonella e a Shiguella podem evoluir para a grave doença Febre Tifoide, tratada em isolamento.
Boa opção de plantão: Isolamento de Adulto no Hospital Oswaldo Cruz ou Correa Picanço.

milenaaraujo escreveu:
As Infecções Gastroentéricas Alimentares devem receber uma atenção grande da população mundial, de forma a controlá-las, uma vez que suas consequências podem atingir gravemente a saúde das pessoas. A Salmonella spp., por sua vez, é considerada como um dos principais agentes envolvidos em surtos de origem alimentar em países desenvolvidos. O aumento da incidência da salmonelose provocada por alimentos contaminados demonstra que, na atualidade, apesar dos avanços tecnológicos alcançados, este problema ainda ocorre mundialmente. Diante disso, cabe afirmar que as espécies desse gênero atravessam a camada epitelial intestinal, alcançam a lâmina própria (camada na qual as células epiteliais estão ancoradas), onde proliferam.  A penetração de Salmonella spp. fica limitada à lâmina própria e ela causa uma infecção restrita à mucosa intestinal. A resposta inflamatória ocasionada está relacionada também com a liberação de prostaglandinas, que são estimuladoras de adenilciclase, o que resulta em um aumento de secreção de água e eletrólitos, provocando diarréia aquosa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Infecções Gastroentéricas Alimentares e Identificação
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Identificação de carimbos
» Origens históricas dos 'Águias' de São Paulo
» BRASIL IMPÉRIO | Identificação Correta dos Selos?
» Identificação de Carimbos | Império do Brasil.
» Série: Cidades Históricas Brasileiras

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecimento Virtual :: Medicina - Turma 136 - UFPE :: CV propriamente dito-
Ir para: