Conhecimento Virtual

Projeto Conhecimento Virtual Profa. Hélia Cannizzaro
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Acloridria e Hipercloridria

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Acloridria e Hipercloridria   Qua Out 29, 2014 7:42 pm

Acloridria e Hipercloridria
O HCl é secretado pelas células parietais (citoplasma acidófilo) na LP na mucosa gástrica e, sua secreção, é indicadora de diferentes patologias.
ACLORIDRIA –
1. Gastrite atrófica crônica (os níveis de gastrina encontram-se frequentemente aumentados);
2. Anemia perniciosa (100% dos pacientes);
3. Vitiligo (em 20-25% dos pacientes);
4. Artrite reumatoide (10-20%);
5. Tireotoxicose (Doença de Graves Basedow) (10%);
6. Carcinoma gástrico (A hipercloridria é um achado raro);
7. Úlcera gástrica (comum). Qual a razão? Úlcera, acloridria?;
8. Pólipos adenomatosos do estômago (85% dos pacientes);
9. Iatrogênica (pós-vagotomia, por exemplo).
HIPERCLORIDRIA –
1. Úlcera duodenal (55-60%);
2. Síndrome de Zollinger-Ellison (100%);
3. Ressecção maciça do intestino delgado (Qual a razão?). Etc.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Alves de Farias



Mensagens : 9
Data de inscrição : 22/09/2014

MensagemAssunto: Re: Acloridria e Hipercloridria   Dom Nov 02, 2014 9:47 pm

Fiquei curioso e pesquisei sobre a relação entre ulceração e acloridria. Aparentemente, pacientes com gastrite crônica que apresenta úlceras, se não for tratado, pode apresentar aumento das ulcerações que causa danificação das túnicas gástricas, incluindo a mucosa, onde se encontram as células parietais liberadoras de ácido gástrico e as células G liberados de gastrina. Além disso, a gastrite crônica pode também causar a atrofia do estômago, o que acabaria por diminuir a atividade destas mesmas células. Com a atividade destas cessada, o ácido gástrico seria cada vez menos secretado e ocorreria um quadro de hpocloridria ou acloridria.

Fontes: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA5sEAL/fisiologia-sistema-digestorio
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Acloridria e Hipercloridria   Dom Nov 02, 2014 9:52 pm

Exatamente, Pedro. A acloridria esbarra em nossos paradigmas (mal formados, assim mal construídos). Não é mesmo?

Pedro Alves de Farias escreveu:
Fiquei curioso e pesquisei sobre a relação entre ulceração e acloridria. Aparentemente, pacientes com gastrite crônica que apresenta úlceras, se não for tratado, pode apresentar aumento das ulcerações que causa danificação das túnicas gástricas, incluindo a mucosa, onde se encontram as células parietais liberadoras de ácido gástrico e as células G liberados de gastrina. Além disso, a gastrite crônica pode também causar a atrofia do estômago, o que acabaria por diminuir a atividade destas mesmas células. Com a atividade destas cessada, o ácido gástrico seria cada vez menos secretado e ocorreria um quadro de hpocloridria ou acloridria.

Fontes: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA5sEAL/fisiologia-sistema-digestorio
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maria W. Pricila Silva



Mensagens : 11
Data de inscrição : 24/09/2014

MensagemAssunto: Re: Acloridria e Hipercloridria   Sab Nov 08, 2014 1:24 pm

Para ilustrar o que Pedro comentou sobre a ulcera atingir as túnicas gástricas encontrei essa imagem! Very Happy Wink

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
matheusvota



Mensagens : 5
Data de inscrição : 23/09/2014

MensagemAssunto: Re: Acloridria e Hipercloridria   Qui Nov 13, 2014 10:52 pm

A Síndrome de Zollinger-Ellison foi questão de nossa prova de fisiologia, então resolvi aprofundar mais a respeito e compartilhar aqui.

Aqui têm um vídeo explicando o que é basicamente essa síndrome( está em inglês):



Aqui também tem mais informações: http://www.digimed.ufc.br/wiki/index.php/S%C3%ADndrome_de_Zollinger-Ellison

Além de um estudo de caso: http://www.scielo.br/pdf/rcbc/v27n6/13.pdf

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
denissousa



Mensagens : 3
Data de inscrição : 26/09/2014

MensagemAssunto: Re: Acloridria e Hipercloridria   Sab Nov 15, 2014 3:52 am

Geralmente, a úlcera apenas danifica a capa mais superficial da parede duodenal, até cicatrizar. Mas, nos casos em que a erosão é mais profunda, poderá provocar graves complicações. De fato, a erosão ao alcançar os vasos sanguíneos da parede do duodeno provoca uma hemorragia, por vezes ligeira, mas em grande parte das situações muito intensa. Trata-se frequentemente de pequenas hemorragias que, como cessam de forma espontânea, passam inadvertidas; no entanto, tendo em conta que estas se repetem com uma certa frequência, podem originar uma anemia. Também é possível que a hemorragia seja abundante e se manifeste através de vómitos sangrentos ou com a expulsão de fezes negras, com aspecto de alcatrão, pelo seu conteúdo em sangue digerido.
Também pode acontecer que a erosão se torne tão profunda que acabe por perfurar toda a parede do duodeno. Esta complicação é muito grave, porque deixa passar o conteúdo intestinal para cavidade abdominal, o que pode dar origem a uma peritonite, ou seja, a uma inflamação da membrana que cobre os órgãos abdominais. A perfuração manifesta-se através de uma dor abdominal aguda, por vezes descrita como uma punhalada, que não cessa com a ingestão de alimentos, como a típica dor ulcerosa. Caso não seja aplicado um tratamento imediato, pode conduzir a um estado de choque e provocar alterações com um resultado fatal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DonatoCamarotti



Mensagens : 2
Data de inscrição : 30/09/2014

MensagemAssunto: Re: Acloridria e Hipercloridria   Dom Nov 16, 2014 6:03 pm

Boa tarde!
Assim como Pedro, fiquei curioso, mas na relação entre acloridria e anemia perniciosa. A anemia perniciosa, ou anemia megaloblástica, resulta de uma diminuição dos eritrócitos devido à deficiência da vitamina B12, podendo ser transmitida, também, de pai para filho (anemia perniciosa congênita), sendo mais rara. Essa vitamina é importante na formação, integridade e maturação das hemácias, participando da síntese do DNA, essencial na eritropoiese. É difícil a deficiência dietética dessa vitamina pela abundância em alimentos animais e pelas bactérias intestiais também a produzir para satisfazer nossas necessidades. Dessa maneira, a carência de vitamina B12 está associada, geralmente, com a diminuição da produção do fator intrínseco, uma glicoproteína produzida e secretada pelas céculas parietais da mucosa gástrica, essencial para a absorção dessa vitamina no íleo terminal. Como ocorre no caso da acloridria, já explicado por Pedro, a destruição da mucosa gástrica em pacientes com gastrite crônica, não tratados, leva a uma redução das células parietais, com consequente redução da secreção de HCl e de fator intrínseco, explicando o fato de muitos casos de anemia perniciosa cursar com gastrite crônica atrófica assim como 100% dos pacientes que possuem acloridria apresentarem também anemia perniciosa.

Fontes: http://umm.edu/health/medical/spanishency/articles/anemia-perniciosa
http://www.scielo.org.ve/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0001-63652000000200014&lng=pt&nrm=iso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Acloridria e Hipercloridria   Ter Nov 18, 2014 1:43 am

Ótima imagem, Pricila
Lembrando, que após o músculo é a serosa. Se houver perfuração da serosa há abdome agudo com provável peritonite.

Maria W. Pricila Silva escreveu:
Para ilustrar o que Pedro comentou sobre a ulcera atingir as túnicas gástricas encontrei essa imagem! Very Happy Wink

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Acloridria e Hipercloridria   Ter Nov 18, 2014 1:49 am

Lembrando, Donato Camarotti, que a incorporação de B12 na eritropoiese se faz na altura de eritroblasto basófilo
(CFU - Unidade Formadora de Colônia). E que portanto é megaloblástica, por hipertrofia celular compensatória.

DonatoCamarotti escreveu:
Boa tarde!
Assim como Pedro, fiquei curioso, mas na relação entre acloridria e anemia perniciosa. A anemia perniciosa, ou anemia megaloblástica, resulta de uma diminuição dos eritrócitos devido à deficiência da vitamina B12, podendo ser transmitida, também, de pai para filho (anemia perniciosa congênita), sendo mais rara. Essa vitamina é importante na formação, integridade e maturação das hemácias, participando da síntese do DNA, essencial na eritropoiese. É difícil a deficiência dietética dessa vitamina pela abundância em alimentos animais e pelas bactérias intestiais também a produzir para satisfazer nossas necessidades. Dessa maneira, a carência de vitamina B12 está associada, geralmente, com a diminuição da produção do fator intrínseco, uma glicoproteína produzida e secretada pelas céculas parietais da mucosa gástrica, essencial para a absorção dessa vitamina no íleo terminal. Como ocorre no caso da acloridria, já explicado por Pedro, a destruição da mucosa gástrica em pacientes com gastrite crônica, não tratados, leva a uma redução das células parietais, com consequente redução da secreção de HCl e de fator intrínseco, explicando o fato de muitos casos de anemia perniciosa cursar com gastrite crônica atrófica assim como 100% dos pacientes que possuem acloridria apresentarem também anemia perniciosa.

Fontes: http://umm.edu/health/medical/spanishency/articles/anemia-perniciosa
http://www.scielo.org.ve/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0001-63652000000200014&lng=pt&nrm=iso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Acloridria e Hipercloridria   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Acloridria e Hipercloridria
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecimento Virtual :: Medicina - Turma 136 - UFPE :: CV propriamente dito-
Ir para: