Conhecimento Virtual

Projeto Conhecimento Virtual Profa. Hélia Cannizzaro
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Qual o Gabarito (III)?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Qual o Gabarito (III)?   Sex Out 24, 2014 8:49 pm

Qual o Gabarito (III)?
1. A doença diverticular (invaginação das túnicas com formação sacular) é mais frequentemente encontrada no seguinte segmento:
A. Reto
B. Ceco
C. Sigmoide
D. Cólon ascendente
2. Na pancreatite aguda, quando da admissão do paciente no hospital, quais os critérios de Ranson/Imrie que devem ser levados em consideração na avaliação clínico-prognóstica?
A. Idade, glicemia, TGO, PO2
B. Glicemia, LDH, TGO, pH, leucometria
C. Idade, leucometria, TGP, TGO, LDH
D. Idade, leucocitose, hiperglicemia, LDH, TGP
3. Assinale o fator considerado de risco para o câncer gástrico:
A. Colecistectomia
B. Grupo sanguíneo B
C. Anemia perniciosa
D. Dieta rica em gordura insaturada
E. Uso prolongado de corticoides
4. Em relação à úlcera péptica pode-se afirmar que:
A. A síndrome de Zollinger-Ellison se associa ao uso mais frequente de anti-inflamatório
B. A perfuração é mais comum em mulheres do que em homens
C. A hemorragia digestiva alta é, na maioria das vezes, precedida por sintomas ulcerosos prévios
D. O Helicobacter pylori deve ser erradicado com monoterapia
5. Pode-se afirmar que, na doença de Crohn:
A. O íleo e o ceco são mais comumente afetados
B. A parte proximal do tubo digestivo é a mais comumente afetada
C. O cólon é predominantemente acometido
D. A apresentação clínica inicial é tipicamente aguda
E. A doença é restrita ao tubo digestivo
6. Identifique a associação de parasitoses gastrintestinais que podem determinar um quadro clínico de síndrome ulcerosa:
A. Amebíase e giardíase
B. Giardíase e estrongiloidíase
C. Ascaridíase e trichiuríase
D. Trichiuríase e estrongiloidíase
E. Amebíase e ascaridíase
7. Identifique a opção incorreta com relação ao prognóstico da hepatite C crônica:
A. É mais bem avaliado pela histologia hepática
B. Nos pacientes com cirrose compensada, a sobrevida, em 10 anos, é próxima de 80%
C. Nos pacientes com cirrose compensada, a mortalidade está em torno de 2% ao ano
D. O carcinoma hepatocelular aparece numa taxa de 10% a 15% ao ano
8. Um homem de 32 anos, com aumento das transaminases, apresenta ultrassonografia com aspecto de infiltração gordurosa difusa do fígado, e a biópsia mostrou esteatose hepática do tipo macrovesicular. Identifique a nosologia que, nesse caso, não se deve considerar para o diagnóstico diferencial:
A. Esteatose-hepatite alcoólica
B. Doença de Wilson
C. Hepatite C
D. Esteatose-hepatite não-alcoólica
E. Peliose hepática
9. Qual a condição que pode mascarar o resultado da dosagem de amilase sérica, em um paciente com suspeita de pancreatite aguda?
A. Hipertrigliceridemia
B. Derrame pleural associado
C. Hipocalemia
D. Hipercolesterolemia
E. Infarto intestinal associado




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marta D´Albuquerque



Mensagens : 5
Data de inscrição : 28/09/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Sab Out 25, 2014 2:59 am

Boa noite, acredito que a resposta da questão 5 é letra E, ou seja, a doença de Crohn é restritiva do trato digestivo. Caracteriza-se como uma Doença inflamatória crônica do trato digestivo, acometendo o cólon e , especialmente, o íleo terminal. Acredita-se que a causa esteja relacionada com a desregulação do sistema imunológico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
milenaaraujo



Mensagens : 3
Data de inscrição : 27/09/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Sab Out 25, 2014 3:11 am

Professora, tentei responder a primeira questão. Creio que a resposta para essa seja a letra C, sendo a doença diverticular (invaginação das túnicas com formação sacular) mais frequente no sigmoide. Primeiramente, deve-se saber que os divertículos são herniações da mucosa intestinal pelos pontos de maior fragilidade da parede colônica, isto é, nos locais em que as artérias retas atravessam a camada muscular. A diverticulose ou doença diverticular predomina no sigmoide porque esse cólon é a porção com lúmen de menor diâmetro e a pressão no seu interior pode chegar até 90mmHg. Vale destacar, ainda, que uma característica marcante desta condição é a hipertrofia da camada muscular que pode inclusive preceder o aparecimento dos divertículos.  Uma causa importante da doença é a falta de fibras na alimentação, uma vez que nessa o volume fecal é menor, tendo como consequência a elevação da pressão dentro dos cólons e o aumento da tensão da parede intestinal. Além disso, geralmente após os 40 anos, ocorre a diminuição progressiva da elasticidade da parede intestinal que, sob pressão, pode dar origem a pontos fragilizados onde surgem os divertículos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beatriz Pimentel



Mensagens : 6
Data de inscrição : 24/09/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Out 26, 2014 2:34 am

Professora, tentei responder a segunda questão. Creio que a resposta que mais se aproxima é a D, no entanto, pelas leituras que fiz seria TGO em vez de TGP. Está correto? Assim sendo, os cinco critérios de Ranson avaliados na admissão seriam: idade>55 anos, hiperglicemia (>200mg/dL), leucocitose (>16000 /mm3), LDH>350 UI/L e AST (também denominada de TGO)>250 UI/L. Após 48 horas, os critérios passam a ser seis: queda do hematócrito>10%, cálcio sérico<8 mg/dL, aumento da uréia>5 mg/dL, PaO2>60 mmHg, perda hídrica estimada maior que 6L e déficit de base>4 mEq/L. Os valores de referência podem variar de acordo com a patogenia da pancreatite aguda, como explica o artigo Pancreatite Aguda: Atualização de Conceitos e Condutas http://revista.fmrp.usp.br/2003/36n2e4/13pancreatite_aguda_teste.pdf . A tabela mostra todos esses dados.

Achei relevante destacar que essa classificação é utilizada na clínica para avaliar o prognóstico do paciente, sendo que a presença de até dois desses onze critérios indica letalidade menor que 1%, três ou quatro de 15%, cinco ou seis 40% e com mais de 6 aproxima-se de 100%.
Entretanto, existem também outras classificações como o sistema APACHE II, Baltazar, Atlanta, BISAP, embora muitos artigos ainda comprovem serem bastante eficazes os critérios de Ranson (http://archsurg.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=212526). Também achei interessante que um novo índice, denominado POP, tem sido estudado e sua superioridade em relação aos outros tem sido evidenciada, como demonstra esse artigo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-507X2012000300007.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Karolline Paes Barreto



Mensagens : 5
Data de inscrição : 02/10/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Ter Out 28, 2014 12:13 am

Professora, tentei responder a questão de número sete e encontrei que a resposta incorreta seria a letra C.
Essas foram a justificativa e a fonte que usei como referência: " Nos pacientes com cirrose compensada se encontrou que a possibilidade de morte, ou da necessidade de um transplante de fígado, era de 4,75% ao ano, isto é, 1 de cada 21 cirróticos estaria morrendo ou sendo transplantado a cada ano." - http://hepato.com/p_progressao/007_progress_port.php#sthash.AN5cexqG.dpuf
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 02, 2014 12:05 am

Exatamente, Marta Albuquerque

Marta D´Albuquerque escreveu:
Boa noite, acredito que a resposta da questão 5 é letra E, ou seja, a doença de Crohn é restritiva do trato digestivo. Caracteriza-se como uma Doença inflamatória crônica do trato digestivo, acometendo o cólon e , especialmente, o íleo terminal. Acredita-se que a causa esteja relacionada com a desregulação do sistema imunológico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 02, 2014 12:06 am

Exatamente, Marta Albuquerque

Marta D´Albuquerque escreveu:
Boa noite, acredito que a resposta da questão 5 é letra E, ou seja, a doença de Crohn é restritiva do trato digestivo. Caracteriza-se como uma Doença inflamatória crônica do trato digestivo, acometendo o cólon e , especialmente, o íleo terminal. Acredita-se que a causa esteja relacionada com a desregulação do sistema imunológico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 02, 2014 12:11 am

Milena Araújo
Lembrando, que não é infrequente o rompimento dessas túnicas para cavidade abdominal, após intensa
diverticulite, com necessidade cirúrgica imediata por peritonite. Atenção.


milenaaraujo escreveu:
Professora, tentei responder a primeira questão. Creio que a resposta para essa seja a letra C, sendo a doença diverticular (invaginação das túnicas com formação sacular) mais frequente no sigmoide. Primeiramente, deve-se saber que os divertículos são herniações da mucosa intestinal pelos pontos de maior fragilidade da parede colônica, isto é, nos locais em que as artérias retas atravessam a camada muscular. A diverticulose ou doença diverticular predomina no sigmoide porque esse cólon é a porção com lúmen de menor diâmetro e a pressão no seu interior pode chegar até 90mmHg. Vale destacar, ainda, que uma característica marcante desta condição é a hipertrofia da camada muscular que pode inclusive preceder o aparecimento dos divertículos.  Uma causa importante da doença é a falta de fibras na alimentação, uma vez que nessa o volume fecal é menor, tendo como consequência a elevação da pressão dentro dos cólons e o aumento da tensão da parede intestinal. Além disso, geralmente após os 40 anos, ocorre a diminuição progressiva da elasticidade da parede intestinal que, sob pressão, pode dar origem a pontos fragilizados onde surgem os divertículos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 02, 2014 12:16 am

Beatriz Pimentel
Mais que correto. Pode ser TGP também, Beatriz. Por exemplo, numa obstrução de ducto extra-hepático ou intra-hepático
com lesão hepática e posterior desenvolvimento de pancreatite, seria TGP e TGO, mas, mais intensamente, TGP.


Beatriz Pimentel escreveu:
Professora, tentei responder a segunda questão. Creio que a resposta que mais se aproxima é a D, no entanto, pelas leituras que fiz seria TGO em vez de TGP. Está correto? Assim sendo, os cinco critérios de Ranson avaliados na admissão seriam: idade>55 anos, hiperglicemia (>200mg/dL), leucocitose (>16000 /mm3), LDH>350 UI/L e AST (também denominada de TGO)>250 UI/L. Após 48 horas, os critérios passam a ser seis: queda do hematócrito>10%, cálcio sérico<8 mg/dL, aumento da uréia>5 mg/dL, PaO2>60 mmHg, perda hídrica estimada maior que 6L e déficit de base>4 mEq/L. Os valores de referência podem variar de acordo com a patogenia da pancreatite aguda, como explica o artigo Pancreatite Aguda: Atualização de Conceitos e Condutas http://revista.fmrp.usp.br/2003/36n2e4/13pancreatite_aguda_teste.pdf . A tabela mostra todos esses dados.

Achei relevante destacar que essa classificação é utilizada na clínica para avaliar o prognóstico do paciente, sendo que a presença de até dois desses onze critérios indica letalidade menor que 1%, três ou quatro de 15%, cinco ou seis 40% e com mais de 6 aproxima-se de 100%.
Entretanto, existem também outras classificações como o sistema APACHE II, Baltazar, Atlanta, BISAP, embora muitos artigos ainda comprovem serem bastante eficazes os critérios de Ranson (http://archsurg.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=212526). Também achei interessante que um novo índice, denominado POP, tem sido estudado e sua superioridade em relação aos outros tem sido evidenciada, como demonstra esse artigo: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-507X2012000300007.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 02, 2014 12:21 am

Correto, karolline Paes Barreto

quote="Karolline Paes Barreto"]Professora, tentei responder a questão de número sete e encontrei que a resposta incorreta seria a letra C.
Essas foram a justificativa e a fonte que usei como referência: " Nos pacientes com cirrose compensada se encontrou que a possibilidade de morte, ou da necessidade de um transplante de fígado, era de 4,75% ao ano, isto é, 1 de cada 21 cirróticos estaria morrendo ou sendo transplantado a cada ano." - http://hepato.com/p_progressao/007_progress_port.php#sthash.AN5cexqG.dpuf[/quote]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Alves de Farias



Mensagens : 9
Data de inscrição : 22/09/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 02, 2014 9:04 pm

Boa noite, colegas!

Quanto a questão nove, acredito que o gabarito da mesma seja a letra "A" (hipertrigliceridemia).
Pesquisando achei que o exame laboratorial de amilase e lipase sérica encontra-se elevado logo nos primeiros momentos da pancreatite e retornam ao normal cerca de 3 a 7 dias depois. No entanto, o nível pode permanecer normal se houver destruição acinar ou em casos de hipertrigliceridemia, já que o triglicerídeo seria uma inibidor da liberação de amilase. Outras doenças que podem aumentar a amilase sérica são disfunções renais e condições abdominais graves, geralmente em áreas ao redor do pâncreas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 02, 2014 9:42 pm

Exatamente, Pedro Alves de Farias
A amilase e lipase são marcadores fiéis de pancreatite, exatamente pelo fato que essas enzimas
não são secretadas na corrente sanguínea e, sim, em ductos intercalares e excretores que
desembocam no duodeno. Com a lesão dos ácinos pancreáticos na pancreatite, porção exócrina,
há rompimento das membranas plasmáticas desses ácinos com queda do conteúdo dessas
enzimas nos capilares e, consequentemente, circulação sistêmica.
Há um risco no diagnóstico preciso de pancreatite em obesos (com TG e VLDL altos), e desta
forma redobra nossa atenção como Médicos no diagnóstico específico.
Estou pensando em falar em Pancreatites (Aguda e Crônica).

Pedro Alves de Farias escreveu:
Boa noite, colegas!

Quanto a questão nove, acredito que o gabarito da mesma seja a letra "A" (hipertrigliceridemia).
Pesquisando achei que o exame laboratorial de amilase e lipase sérica encontra-se elevado logo nos primeiros momentos da pancreatite e retornam ao normal cerca de 3 a 7 dias depois. No entanto, o nível pode permanecer normal se houver destruição acinar ou em casos de hipertrigliceridemia, já que o triglicerídeo seria uma inibidor da liberação de amilase. Outras doenças que podem aumentar a amilase sérica são disfunções renais e condições abdominais graves, geralmente em áreas ao redor do pâncreas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maria W. Pricila Silva



Mensagens : 11
Data de inscrição : 24/09/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Sab Nov 08, 2014 2:14 pm

Olá pessoal,
Tentei responder a terceira questão e encontrei como resposta a C
"Doentes com anemia perniciosa têm maior risco de desenvolver carcinóide gástrico."
Fonte : http://www.actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/viewFile/2265/1684
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mariliarocha



Mensagens : 4
Data de inscrição : 28/09/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Sab Nov 08, 2014 10:46 pm

Boa noite, professora! Tentei responder a questão 4 e achei este documento <http://projetodiretrizes.org.br/projeto_diretrizes/106.pdf> que afirma que o uso de anti-inflamatórios é a segunda maior causa de úlcera peptídica, pois os anti-inflamatórios usados cronicamente destroem a proteção da mucosa, favorecendo a ação do ácido contra a parede do estômago e duodeno. O próprio fato da HP não ser a única causa dessa úlcera já a exclui de ser a terapia suficiente da erradicação do problema.
Quanto à perfuração, não encontrei causas que relacionassem esse estágio diretamente a proporção de sua incidência entre os sexos. Contudo, os homens apresentam incidência duas vezes maior para o desenvolvimento da úlcera do que as mulheres, principalmente quando se refere às úlceras duodenais - segundo este site <http://www.drfernandovalerio.com.br/ulcera_peptica.htm>. Assim, creio que, no caso das perfurações a proporção de homens também deve ser maior que a de mulheres.
Por fim, descobri - neste site <http://www.medicinaatual.com.br/doencas/hemorragia-digestiva-alta.html> - que "A condução adequada da doença péptica tem reduzido a sua importância como causa de HDA, enquanto a maior prescrição de medicamentos como aspirina e antiinflamatórios não-hormonais tem aumentado a participação das lesões erosivas."
Assim, acredito que o gabarito seja letra "A"

Obrigada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gisele Mariel



Mensagens : 6
Data de inscrição : 30/09/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 09, 2014 7:24 pm

Boa tarde, professora! Tentei responder à questão 8 e, pelo que pesquisei e li, fiquei em dúvida entre a Doença de Wilson e a Peliose Hepática. A Doença de Wilson é genética é caracterizada por acúmulo de cobre no fígado que acredito que levará a um quadro de hepatite ou de cirrose, que pode desencadear esteatose hepática, apesar de haver pouca elevação de transacionasse. Já a Peliose Hepática, é caracterizada pela formação de "bolhas" de sangue no interior do fígado (acredito que não haja fatores que levem à esteatose hepática). Sendo assim, acho que a Peliose Hepática é o diagnóstico que não deve ser considerado no quadro clínico descrito. Não sei se meu raciocínio está correto, então já me desculpo por algum erro.
Obrigada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gisele Mariel



Mensagens : 6
Data de inscrição : 30/09/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 09, 2014 7:25 pm

Pouca elevação de transaminases na Doença de Wilson*
Perdão pelo erro de digitação!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
dimas.demelo



Mensagens : 2
Data de inscrição : 10/10/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Seg Nov 10, 2014 1:29 pm

Professora, pesquisando encontrei que a anemia perniciosa seria uma causa gritante do câncer gástrico (referente a questão 3), porém, não entendi direito. E qual seria a causa do tipo sanguíneo B com esta doença?
Abraços
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
marianaaraujo



Mensagens : 2
Data de inscrição : 28/09/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Sab Nov 15, 2014 1:52 am

Boa noite,
pesquisei um pouco para responder à questão 6 e acredito que a resposta correta seja letra B. A giardíase e a estrongiloidíase são parasitoses capazes de lesar a mucosa, alterar o metabolismo dos sais biliares e promoverem a exsudação intestinal.
Respondi com base em um texto que acredito que seja um artigo que fala sobre parasitoses intestinais e achei bastante interessante, pois ele fala de cada parasitose. Para quem esteja interessado a ler pode falar comigo que eu envio, mas a o título é PARASITOSES INTESTINAIS e os autores são Maria do Carmo Barros de Melo, Valéria Geralda Quintino Klem, Joaquim Antônio César Mota e Francisco José Penna.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
carolconstantino



Mensagens : 2
Data de inscrição : 01/10/2014

MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   Dom Nov 16, 2014 5:45 am

Professora, fiquei em dúvida na questão 6 porque encontrei um artigo que cita quadros de úlcera em 4 doenças das alternativas. Coloquei os trechos abaixo:
Amebíase: Os trofozoítos amebianos invadem a mucosa colônica e alcançam a submucosa, na qual se multiplicam e provocam lesões necróticas, formando uma úlcera.
Trichiuríase: A lesão na mucosa colônica provoca uma reação inflamatória semelhante àquela vista na colite ulcerativa idiopática; por isso deve-se incluir a tricuríase no diagnóstico diferencial de colite, mesmo nas áreas onde essa parasitose não é endêmica.
Ascaridíase: Os danos mecânicos resultam do envolvimento da mucosa pela cápsula bucal do parasita, que, para a sua nutrição, suga sangue da mucosa originando daí pequenas úlceras, edema e infiltrado leucocitário, e aumento do peristaltismo.
Estrongiloidíase: Nesses casos, a diarréia deve-se às erosões, ulcerações e edema causados pela grande quantidade de parasitas na mucosa dos intestinos delgado e grosso.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292002000200004

Nesse outro, apenas a Amebíase, a Estrongiloidíase e a Trichiuríase são citadas como formadoras de úlceras.
http://www.essex.ensino.eb.br/doc/PDF/PCC_2008_CFO_PDF/CD74%201%BA%20Ten%20Al%20MARIANA%20MONDIN%20PAU
Vou marcar letra D já que essas duas doenças estão nos dois artigos, porém não tenho certeza da resposta.
Obrigada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Qual o Gabarito (III)?   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Qual o Gabarito (III)?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Qual joystick comprar??
» Qual câmera comprar?
» Qual o melhor antivirus free?
» Qual foi o melhor pouso?
» qual placa de video comprar ATI

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecimento Virtual :: Medicina - Turma 136 - UFPE :: CV propriamente dito-
Ir para: