Conhecimento Virtual

Projeto Conhecimento Virtual Profa. Hélia Cannizzaro
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Histologia da Cavidade Oral e Língua

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Histologia da Cavidade Oral e Língua   Sex Out 24, 2014 6:09 pm

Sistema Digestivo (resumo)
A cavidade oral e língua – A cavidade oral possui um epitélio plano estratificado que pode variar entre queratinizado ou não. As gengivas, o palato duro (teto da cavidade oral) e a parte dorsal da língua é queratinizado, as outras regiões são não queratinizadas. Abaixo, deste epitélio, há uma LP (lâmina própria = tecido conjuntivo) fibroelástica onde se encontram numerosas glândulas salivares secretoras de muco. A língua, abaixo da LP, ainda possui fibras musculares esqueléticas. Essas fibras são dispostas em três diferentes planos, possibilitando movimentos complexos. A superfície dorsal da língua é salpicada de pequenas projeções conhecidas como papilas linguais. O terço posterior da superfície dorsal não apresenta papilas, porém possui agregados de folículos linfoides, esses são estruturas concêntricas contendo no exterior (coroa) linfócitos B maduros (que secretam anticorpos e o fixam também na membrana plasmática), e no interior o centro germinativo de Flemming com linfoblastos B. As papilas são filiformes, fungiformes e circunvaladas. As filiformes (do latim filum, fio) têm um formato alongado e afilado. As fungiformes, como cogumelos em botão; e as papilas valadas no sulco terminal em forma de V. As papilas possuem receptores para a gustação, situados em estruturas denominadas corpúsculos gustativos. Os corpúsculos gustativos, semelhantes a botões ou em forma de barril estão amplamente distribuídos nas mucosas oral e faríngea. Os corpúsculos gustativos contêm células receptoras da gustação, células sustentaculares e células basais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
flaviano



Mensagens : 2
Data de inscrição : 28/09/2014

MensagemAssunto: Re: Histologia da Cavidade Oral e Língua   Seg Out 27, 2014 4:36 am

Além, é claro, de citar também as estruturas encontradas na parte ventral da língua, reforçando ainda mais o estudo histológico desse órgão, como: Artérias e Veias linguais profundas. Acredito que a importância da localização desses vasos na parte ventral vem como uma proteção, uma vez que esses não ficam expostos, ou seja, na parte dorsal. Outra informação, essa sendo válida na prática farmacológica, é a ingestão de fármacos via oral, quando esses são colocados na parte inferior da boca, isto é, em contato com a parte ventral. Essa informação, torna-se coerente, pra mim, visto que o contato, quase direto, com os vasos favorece(em questão de tempo) o efeito do fármaco ministrado. A minha dúvida, nesse contexto, é se essa conclusão, proposta por mim, está certa e qual  a diferença de um fármaco ministrado via oral e o que é ministrado na cavidade do olho, uma vez que há também administração de fármacos nessa localidade?
Agradeço desde já!!Espero, ainda, que minhas conclusões perante a essa tema estejam corretas..
Smile Laughing Question
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hélia Cannizzaro



Mensagens : 1065
Data de inscrição : 23/06/2013

MensagemAssunto: Re: Histologia da Cavidade Oral e Língua   Dom Nov 02, 2014 12:31 am

Flaviano
Você foi altamente preciso, e complementou a Histologia e o papel da farmacopeia sublingual.
Um grande exemplo, é o isordil sublingual no controle da angina pectoris e IAM, até o devido
transporte ao hospital. Uma vasculatura perfeita na porção ventral da língua, como bem afirmou.

flaviano escreveu:
Além, é claro, de citar também as estruturas encontradas na parte ventral da língua, reforçando ainda mais o estudo histológico desse órgão, como: Artérias e Veias linguais profundas. Acredito que a importância da localização desses vasos na parte ventral vem como uma proteção, uma vez que esses não ficam expostos, ou seja, na parte dorsal. Outra informação, essa sendo válida na prática farmacológica, é a ingestão de fármacos via oral, quando esses são colocados na parte inferior da boca, isto é, em contato com a parte ventral. Essa informação, torna-se coerente, pra mim, visto que o contato, quase direto, com os vasos favorece(em questão de tempo) o efeito do fármaco ministrado. A minha dúvida, nesse contexto, é se essa conclusão, proposta por mim, está certa e qual  a diferença de um fármaco ministrado via oral e o que é ministrado na cavidade do olho, uma vez que há também administração de fármacos nessa localidade?
Agradeço desde já!!Espero, ainda, que minhas conclusões perante a essa tema estejam corretas..
Smile Laughing Question
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Histologia da Cavidade Oral e Língua   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Histologia da Cavidade Oral e Língua
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Oito Séculos da Língua Portuguesa

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecimento Virtual :: Medicina - Turma 136 - UFPE :: CV propriamente dito-
Ir para: